Alunos da Apae superam limites e vão fazer curso superior na Ufes | Portal Tempo Novo

Serra, 11 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 17 de Abril de 2018 às 11:52

Alunos da Apae superam limites e vão fazer curso superior na Ufes


Samuel, 22 anos, e Bruno de 25, são atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais da Serra (Apae). Foto: Divulgação

Superação. Essa é a palavra que define a vida dos jovens Samuel dos Santos e Bruno Martins. Os irmãos são diagnosticados com deficiência intelectual de etiologia genética e Bruno também é autista, mas mostraram que não existe barreira para quem quer ingressar numa faculdade.

Samuel, 22 anos, e Bruno de 25, são atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais da Serra (Apae) e foram aprovados nos cursos de Ciências Sociais e Serviço Social na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).Eles  cursaram o Atendimento Educacional Especializado (AEE) oferecido pela instituição, em Laranjeiras.

Por meio da página da Apae no Facebook, Samuel explicou que começou a aprender a ler com 18 anos de idade, na sétima série e decidiu fazer curso superior. “Quando fiz o Enem pela primeira vez, como teste, percebi que era realmente muito rigoroso, uma forma meio cruel de medir o conhecimento. Mas não desanimei. Na terceira vez eu consegui!”, comemora.

Agora a expectativa dos irmãos é fazer o curso a partir do segundo semestre. “Eu espero encontrar amizades e conhecimento nesses quatro anos. Estamos na Apae desde muito pequenos e lutamos pelos direitos que são nossos. É muita dificuldade que se passa nessa vida. Quando vi meu nome na lista, nem acreditei”, disse Samuel.

A mãe dos rapazes, Lucia Mara dos Santos está muito feliz com a conquista de seus filhos. Foto: Divulgação

A mãe dos rapazes, Lucia Mara dos Santos disse a reportagem que está muito feliz com a conquista de seus filhos e que o maior ganho nisso tudo é mostrar que os usuários da Apae podem chegar a fazer um curso superior. “As pessoas com deficiência são invisíveis para a sociedade, mas elas existem e essa conquista mostra que elas podem ir longe. Eles precisam ser empoderados para que acreditem que lá é um lugar que pode ser o lugar deles também. Muitas vezes eu achava que eles não teriam a mesma oportunidade que eu tive. Mas eles conquistaram”, afirma.




O que você acha ?

Você concorda com a saída de Cuba do Mais Médicos?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por