“As pessoas que me perguntam se daqui a dois anos eu serei candidato a prefeito” | Portal Tempo Novo

Serra, 21 de outubro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Política

Serra, 28 de setembro de 2018 às 9:45

“As pessoas que me perguntam se daqui a dois anos eu serei candidato a prefeito”


Vandinho defende que o município da Serra receba uma unidade estadual de especialidades médicas e também maior efetivo policial. Foto: Divulgação

Yuri Scardini

Cotado pelo meio político para retornar a Assembleia Legislativa, Vandinho Leite (PSDB) conta nessa entrevista que estar próximo a Serra foi o principal motivos que o levou a buscar uma vaga de deputado estadual. Ele disse que a cidade precisa receber um centro estadual de especialidades médicas e aumentar o efetivo policial para combater a criminalidade. Já na política, Vandinho não esconde a vontade de um dia ser prefeito da Serra.

Você já acumulou várias experiências na gestão pública, inclusive como Secretário de Estado por duas vezes. Em 2014 tentou ir para Brasília como deputado federal, mas agora concorre a uma vaga para deputado estadual. Por que dessa decisão?

Fui o vereador da Serra em 2004, dois anos depois me elegi deputado estadual. Fiz um mandato muito focado na educação, com conquistas importantes, como o passe livre para estudantes. Fui reeleito com votação altíssima, assumi a Secretaria de Esportes no Governo de Casagrande. Fizemos mais de 500 obras por este estado. Há quatro anos atrás tive 86.506 votos e não pude representar a Serra e o ES como deputado federal por conta dessa regra eleitoral absurda. Com tudo isso, decidi disputar uma eleição de deputado estadual. A prioridade é estar próximo da Serra e não distante em Brasília.

 E qual é o motivo desse desejo de proximidade física com a Serra?

Quero estar próximo da Serra, discutindo os problemas sociais que a cidade tem enfrentado, é uma cidade que tem perdido muitos postos de trabalho ao longo dos anos, mesmo antes dessa crise econômica. É uma cidade que piorou muito os serviços públicos que são oferecidos à população. Eu quero discutir isso de perto e quero ajudar estando mais próximo possível, como deputado na interlocução com o governo estadual.

 E quais serão suas defesas na Assembleia, caso se eleja?

Precisamos pensar na geração de empregos, na qualificação profissional como ferramenta de geração de renda e de oportunidades, na educação profissional como forma de levar profissão para quem mais precisa buscar ingresso no mercado de trabalho. É claro que tudo isso precisa muito que esse país volte a crescer, mas temos que fazer nossa parte aqui.

Em ações práticas, o que é possível fazer?

Essa questão tem muito a ver tanto com a regulamentação de leis. Tem programas que hoje estão instituídos através de lei, como o Nossa Bolsa. E tem muito a ver com a cobrança perante o Executivo estadual, como deputado. São áreas que eu toquei como secretário de Estado e como parlamentar vou estar fiscalizando e exigindo que o Governo execute da melhor forma possível. O deputado tem o papel de legislar e fiscalizar. Mas ele tem também faz interlocução com o governo para trazer benefícios e melhorias para a sua base, e no meu caso é a cidade da Serra. 

Nesse sentido, outro problema histórico da Serra é a segurança pública, que há décadas lidera os índices de violência. Tem jeito para isso?

Todo o Estado tem graves problemas na segurança pública. Vila Velha e Vitória, por exemplo, conseguiram diminuir os índices de homicídios, mas também tiveram que investir bastante na questão das guardas municipais, diferente da Serra, que hoje possui um efetivo ínfimo perto dessas outras cidades. Mas, assim, assumindo a responsabilidade que é do Governo, historicamente se fala muito sobre a integração das polícias, de guarda municipal, com Polícia Civil e Polícia Militar, investimento em tecnologia e inteligência. Mas na prática isso pouco se evoluiu. O que precisa é tirar do papel e executar. Associado a isso é notório que a Serra precisa de mais efetivo policial. São poucos em comparação ao tamanho do município.

Há anos a cidade sofre com problemas ligados à saúde, demandas enormes, estrutura que deixa a desejar. O que é possível fazer para mudar?

O Governo do Estado tem implantado a chamada Rede Cuidar, que nada mais é do que um centro estadual de especialidades médicas. O que eu sei é que precisamos implantar um centro desses na Serra, até porque sabemos que a prefeitura não vai assumir esse papel, e hoje o que a gente vê na cidade são as pessoas esperando por exames, consultas, esperando mais de ano, e dependendo da doença, se for esperar esse tempo todo não consegue salvar o paciente.

Falando de política e olhando em perspectiva agora. Está nos seus planos disputar a prefeitura da Serra daqui a dois anos?

Sou candidato a deputado estadual e quero representar minha cidade, mas é impressionante onde eu passo as pessoas que me perguntam se daqui a dois anos eu serei candidato a prefeito. Vai ser outro momento e a gente vai avaliar o que fazer. Mas há uma crescente insatisfação com a administração atual, muitas pessoas querendo um projeto que faça a Serra voltar a crescer. A Serra foi bem durante um período nas gestões do atual e do ex-prefeito, mas infelizmente de alguns anos para cá começou a andar para trás, e a gente precisa rediscutir a cidade urgentemente. Então esse é um ponto que, com certeza, eu vou discutir daqui a dois anos, mas que eu percebo claramente que a população quer, sim, buscar uma alternativa para trazer um novo projeto para a Serra. 




O que você acha ?

Você já brigou com amigos e familiares por conta de política?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por