Assassinatos caem 40% e cidade deixa topo de ranking da violência | Portal Tempo Novo

Serra, 25 de maio de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 11 de janeiro de 2019 às 9:26

Assassinatos caem 40% e cidade deixa topo de ranking da violência

Por Ana Paula Bonelli
[email protected]

 

Homem assassinado no último dia 6, na praia de Castelândia, em Jacaraípe: cidade ainda lidera números absolutos de casos. Foto: Divulgação

De janeiro a dezembro do ano passado, 187 pessoas perderam a vida para a violência na Serra. Esses números mostram uma redução de 40%, quando comparamos com o mesmo período de 2017, onde 312 pessoas foram assassinadas. Os dados são da Secretaria de estado de Segurança Pública (Sesp).

E com esses números, após 22 anos, a Serra deixa a liderança de assassinatos a cada grupo de 100 mil habitantes no Espírito Santo. Ano passado a cidade teve índice de 36,2 mortes violentas para cada 100 mil moradores, atrás de Linhares, São Mateus e Cariacica.

Mas em números absolutos a Serra continua líder, seguida de Cariacica, Vila Velha e Vitória, que tiveram, respectivamente, 159, 150 e 78 assassinatos.  A Região Metropolitana da Grande Vitória concentrou 640 do total de 1150 homicídios registrados em todo o ES em 2018. De acordo com a Sesp, estão incluídos nas estatísticas os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

Os números da secretaria revelam ainda queno ano passado, fevereiro foi o mês mais violento na Serra com 25 assassinatos e julho o menor, com 09 casos.  Comandante do 6º Batalhão da PM, coronel Roberto Mauro, atribui a queda a saturação, por parte da PM, de bairros com histórico de homicídios e apreensão de armas de fogo. “Na Serra prendemos 350 pessoas, 65 por homicídios, apreendemos mais de 500 armas de fogo, que ajudou, já que 88% dos homicídios são de armas de fogo”, enumera.

A Prefeitura da Serra afirma, através da assessoria de imprensa, que contribuiu para a queda nos assassinatos ao criar o Gabinete de Gestão Integrada, que conecta todos os órgãos de segurança pública das três esferas (estado, união e município), o que gerou mais integração com as ações das Polícias Militar, Civil, Federal e Corpo de Bombeiro.

Destacou também a formação de mais 63 agentes da Guarda Civil Municipal, do sistema de monitoramento com 160 câmeras espalhadas pela cidade. E ainda a melhoria na iluminação em mais de 70 bairros, incluindo as orlas de Manguinhos e Jacaraípe. 

Sensação de segurança melhora, mas assaltos preocupam

Do Conselho Interativo de Segurança da Grande Jacaraípe, Thiago Menezes, disse que a queda de homicídios refletiu na sensação de segurança. “Com a criação da 14ª Cia da PM após a greve da polícia em fevereiro de 2017, melhorou a estrutura e inteligência do policiamento na região, houve avanço na segurança. Sentimos o reflexo já em 2018, onde tivemos um carnaval com apenas dois homicídios em 17 bairros. A virada desse ano foi tranquila, isso está atraindo mais turistas e moradoras da Serra que estavam sumidos. A expectativa é boa para o Carnaval”, frisa.

Do Conselho de Segurança da Serra-Sede, José Alves, o Zezinho Tintas, destacou maior a maior integração entre comunidade e Polícia Militar. “Moradores e lideranças têm participado ativamente de reuniões com os comandos das Cias da PM. Creio que isso ajudou na queda de homicídios. Mas os assaltos continuam crescendo e a redução desse tipo de crime é desafio”, aponta Zezinho, que também integra da Diretoria de Segurança da Federação das Associações de Moradores da Serra.  




O que você acha ?

Você é a favor do decreto de Bolsonaro que facilitou o acesso às armas?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por