Atenção redobrada ao Aedes com chegada do calor e da chuva | Portal Tempo Novo

Serra, 15 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 5 de Janeiro de 2018 às 8:30

Atenção redobrada ao Aedes com chegada do calor e da chuva


Segundo a Prefeitura, em 2017 foram quase 800 notificações de dengue na Serra. Foto: Divulgação

Gabriel Almeida

Com o forte calor associado às constantes chuvas, é esperado o aumento de mosquito na Serra, por isso, é necessário intensificar ações de combate a proliferação do Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, zika e chikungunya. Segundo a Prefeitura da Serra, desde os primeiros dias do ano, o município vem utilizando inseticidas em regiões estratégicas para conter o mosquito.

 De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, foi a região de Nova Almeida que recebeu atenção na primeira semana do ano, no combate ao Aedes aegypti. Entre as ações está o bloqueio de transmissão com inseticida leve e pesado, trabalhos educativos e em pontos estratégicos como borracharias, floriculturas e ferros velhos.

A prefeitura afirma também ter o maior número de armadilhas contra a dengue instalados do Estado. No total, já foram instaladas mais de 1.100 equipamentos.

Em 2017, o município da Serra fechou o ano com 81 notificações de febre amarela, 782 de dengue e 69 de chikungunya.

No caso de sentir os sintomas de alguma dessas doenças, seja zika, dengue, chikungunya ou febre amarela, a pessoa deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa.

Os sintomas das doenças são febre alta, erupções cutâneas e dores musculares e articulares. Em casos graves, há hemorragia intensa e choque hemorrágico (quando uma pessoa perde mais de 20% do sangue ou fluido corporal), o que pode ser fatal. A pessoa contaminada pode sentir ainda dores locais nos músculos, atrás dos olhos, costas, no abdômen ou ossos, dor forte nas articulações, fadiga, mal-estar, perda de apetite, tremor ou suor. Também é comum dor de cabeça, manchas avermelhadas ou náusea.

A população pode ajudar a combater o mosquito vigiando pontos viciados ou terrenos baldios denunciando a situação pelo Disque Dengue. Na Serra, esse serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O morador que quiser tirar dúvidas ou realizar denúncias, sem se identificar, pode ligar para o telefone 3228-5394 e para o 0800-283-9780.

O infectologista do Hospital Metropolitano Luis Henrique Borges alerta que gestantes devem ter uma proteção maior contra o Aedes Aegypti. Foto: Divulgação

Inspeção nas residências, telas e repelentes

A prevenção para evitar ser picado por um mosquito e acabar contraindo alguma dessas doenças deve ser redobrada durante períodos de chuvas. Quem explica isso é o médico infectologista do Hospital Metropolitano, Luís Henrique Borges, que alertou também que gestantes devem ter um cuidado maior. “Todas as pessoas devem ter uma defesa pessoal contra o Aedes aegypti. Essa proteção pode ser feita utilizando roupas compridas, sapatos fechados, calças e uso dos repelentes indicados”, afirma.

Luiz ainda disse que o uso de telas e inseticidas em locais onde existe muito mosquito também é preciso. “Telas nas janelas e portas das residências também ajudam a prevenir ser picado por algum mosquito”, relata.

Mas além do cuidado pessoal é preciso ficar atento para os focos do mosquito nas residências. O morador pode ajudar no combate ao mosquito transmissor realizando inspeções semanais em sua casa. “Vasos de plantas, vasilhas de água de animais, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água devem ser observados e sempre limpos para impedir que o Aedes aegypti se reproduza. As famílias devem tirar um dia da semana para realizar uma inspeção em sua residência”, explica Luiz.




O que você acha ?

Você concorda com a saída de Cuba do Mais Médicos?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por