Serra, 23 de setembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Cidade

Serra, 25 de Abril de 2018 às 12:57

Audiência vai discutir impactos do Pavilhão de Carapina para vizinhos


 

À direita da BR-101, o bairro Andre Carlone e à esquerda o Pavilhão de Carapina. Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (25), às 19h, será realizada no Ginásio de André Carlone, na Serra, uma audiência pública para apresentar o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) do Pavilhão de Carapina.

Segundo o proprietário da Multiservice, empresa que tem a concessão do Carapina Centro de Eventos de Carapina (Pavilhão de Carapina), Zezinho Boechat, a audiência pública irá mostrar medidas para diminuir o impacto às comunidades vizinhas ao parque. “E todos estão convidados a participar”, destaca.

Em entrevista ao jornal Tempo Novo, em 2015, Zezinho disse que a Multiservice, tem a concessão do parque até 2019. “Minha empresa ganhou a licitação e assumimos em 1999. Foi um trabalho muito longo, custoso. Investimos mais de R$ 10 milhões em novas obras, drenagem, asfalto. O Pavilhão é um dos principais espaços de eventos do Espírito Santo. Na Grande Vitória, é único espaço pode receber feiras internacionais. No local, são realizados shows nacionais que chegam a reunir 20 mil pessoas num só evento”, argumenta.

O Pavilhão tem hoje seis galpões grandes, em um total de 22 mil metros cobertos para grandes eventos. Tem ainda o Saloon, que é um espaço direcionado para a galera country e que promove eventos todas as quintas-feiras.

O morador de André Carlone, Hercules Lucchi, que inclusive já foi presidente do bairro, disse que desde que os impactos começaram a ser estudados muitas coisas melhoraram. “Não sou a favor de fechar o parque e nem de impedir que grandes shows aconteçam. Conseguimos em diversas reuniões com a administração do Pavilhão melhorias para a comunidade”, detalha.

Lucchi conta que entre as mudanças estão a retirada dos ambulantes que ficavam do lado de fora do parque; o som que diminuiu; o início dos shows que começam a tarde e não a noite, entre outras.

Porém, há quem ainda reclame dos impactos gerados: som alto, brigas e lixo na área externa, vendedores ambulantes e pedem maior controle.

 




O que você acha ?

Qual é a sua avaliação sobre a qualidade de água dos córregos, rios e lagoas da Serra ?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por