Capítulo do afeto | Portal Tempo Novo

Serra, 25 de maio de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

O Nó da Gravata

por Conceição Nascimento

Serra, 21 de dezembro de 2018 às 9:01

Capítulo do afeto


Após especulações de racha político entre o prefeito Audifax Barcelos (Rede) e o deputado estadual Bruno Lamas (PSB), ambos apareceram publicamente juntos na última terça (18) durante o evento de formatura da 2º turma da Guarda Municipal. O clima era amistoso, ambos brincaram um com o outro e rasgaram elogios ao microfone. Bruno foi o único deputado a falar: “Tenho certeza de que vamos construir muitas pontes juntos aqui nesta cidade; ao contrário de uma minoria bem pequenininha de críticos destrutivos, porque com esses não temos que nos importar”. Já Audifax seguiu a linha, e ao microfone o prefeito disse: “Bruno é um deputado de valores, de princípios, que muito ajuda e ajudou a cidade e a minha gestão”. São cenas para os próximos capítulos.

Agonia do Sérgio

O PDT está dividido. Um grupo ligado ao deputado Sérgio Vidigal defende o nome de Alessandro Comper para ocupar uma secretaria do governador eleito Renato Casagrande (PSB). Já outro grupo quer o deputado Marcelo Santos no Governo. E isso vem gerando uma queda de braço interna. Casagrande prometeu anunciar o nome nesta sexta-feira (21). Alguns se questionam: Se a esposa de Vidigal, Sueli Vidigal, fosse a 1º suplente da chapa, será que Vidigal iria apoiar o nome de Marcelo Santos para assumir a Secretaria?  A resposta sem dúvida é um sonoro ‘Sim’. Sueli ficou na 2º suplência, se Marcelo subir, quem entra é Luiz Durão.

Mais agonia ainda

Falando em Vidigal, o ex-prefeito da Serra sofreu mais um revés nessa reta final do ano. O Ministério Público Eleitoral moveu uma ação contra Vidigal na Justiça. O órgão pede a cassação do diploma de deputado federal de Vidigal e aponta indícios de irregularidades na campanha eleitoral do pedetista. São mencionados captação e gastos ilícitos, com despesas não comprovadas e a contratação de uma gráfica constituída no ano de eleição, o que gerou suspeita. Esse é mais um rolo judicial que Vidigal se envolveu. Além deste dá para citar o caso de nepotismo quando era prefeito, onde Vidigal já foi condenado em 1º instância e aguarda votação em 2º, e a rejeição das contas pelo Tribunal de Contas referentes a 2008, época em que foi prefeito. Ambos os casos podem deixá-lo inelegível por 8 anos.

Cordeiro vira tucano

Essa semana o deputado eleito Vandinho Leite filiou Nilza Cordeiro no PSDB. Ela foi uma aliada histórica de Vidigal na Serra, participou de todas as gestões do ex-prefeito e presidiu o PDT da Serra entre 2014 e 2015. Em 2016 Nilza foi candidata a vereadora e teve uma expressiva votação de 1.245 votos. Para o Tempo Novo ela disse que vai manter uma relação boa com o Vidigal. “Estive junto com ele até as últimas eleições. Agora inicia um novo ciclo com Vandinho, que é um grande líder na Serra”, disse.

Velhas novidades

Bolsonarista de carteirinha, o deputado Carlos Manato (PSL) está sabido, viu. Na semana passada ele abocanhou a presidência do Sebrae-ES. Ele saiu da condição de azarão e costurou por dentro algumas alianças. Entre elas com o presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, que tinha influência em alguns votantes. Em troca, Manato prometeu apoio dos 4 deputados estaduais do PSL para ajudar a reeleger Musso na Presidência. É o tal do toma lá da cá? Será que aquela história do ‘tem que acabar com tudo isso aí, tá ok?’ só vale para os adversários?




O que você acha ?

Você é a favor do decreto de Bolsonaro que facilitou o acesso às armas?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por