Serra, 19 de Janeiro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Pronto Flagrei

por Gabriel Almeida

“Está parecendo um pasto”, diz morador sobre falta de capina em Continental

Moradores de Cidade Continental estão tendo que conviver com um verdadeiro “matagal” que está se formando nas calçadas das comunidades. A reclamação veio do internauta, Jailson Bessa, que disse que há tempos o bairro não recebe capina.

Um dos pontos mais complicados fica na quadra 29, próximo a Creche “Primeiro Passo”. “Algumas das ruas do bairro estão parecendo um pasto. A Prefeitura limpa todos os locais menos aqui na comunidade”, afirma o morador do setor América. 

A coluna entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Serviços está com uma equipe de capina em Cidade Continental, começando pelo setor África. Será feito o serviço em todo o cinturão verde, na área de ciclismo e caminhada e, em seguida, na parte interna do bairro.

 

Placa colocada do lado contrário pode?

Um internauta do Tempo Novo enviou através do nosso WhatsApp uma foto um pouco curiosa: uma das diversas placas do estacionamento rotativo instaladas na Avenida Central do bairro foi colocada do lado oposto da via.

Segundo o internauta, que se identificou como Geneci, a placa fica próximo a loja Megalar. “A placa nova foi colocada virada para dentro da loja”, disse.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Desenvolvimento Urbano vai providenciar o conserto.

Moradora cobra capina do Setor Europa em Continental

“Cobras e até jacaré já apareceram aqui no bairro por conta da quantidade de mato que tem aqui”. Este é o depoimento da moradora do bairro Cidade Continental, do setor Europa, Jeanne de Mattos.

“Passamos o Natal e pelo visto passaremos o Ano Novo também com as ruas todas cheias de mato, invadindo calçadas e ruas. E é perigoso devido as cobras que podem se esconder, até jacaré já foi encontrado nas calçadas. Não fazem a capina sob a alegação de só haver uma equipe para o serviço, e falta de recursos financeiros para a contratação de mais pessoal. Mas dinheiro para o show de Nayara Azevedo, orçado em 200 mil reais a prefeitura teve”, reclama a moradora.

A Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Serviços iniciou nesta terça-feira (2), um levantamento para programar a capina nos bairros neste mês. A previsão é de que a equipe de capina entre no bairro em uma semana.

 

Morador reclama de mato em calçada em Serra Dourada

Quem mora em Serra Dourada II, tem que conviver com o mato que já tomou conta da calçada da principal via do bairro, a avenida Brasília.

A maior reclamação é que o fluxo de veículos na rua é intenso e o pedestre por conta do mato tem que dividir espaço com os carros. “Acaba sendo bem perigoso pois corremos risco de ser atropelados”, destaca o morador Augusto Pereira.

A Prefeitura da Serra disse que uma equipe de capina fez um mutirão no local no final de dezembro. A Secretaria de Serviços vai ao bairro verificar a denúncia para verificar se é preciso uma nova capina ou se as calçadas citadas são de particulares, que serão notificados.

Buraco em rua de Laranjeiras vai completar aniversário de 3 meses

Um buraco numa rua movimentada no Parque Residencial Laranjeiras já está perto de completar aniversário de três meses.

A denúncia é da moradora Maria Nivanete Arruda que disse que a cratera está aberta na rua Princesa Izabel, próximo ao restaurante Chico Bento.

“É um local movimentado e já tem tempo que vieram mexer aqui na rua, fizeram o serviço e deixaram o buraco aberto e o pior que com a chuva o problema aumentou ainda mais”, destaca a moradora que disse que o buraco já vai fazer três  meses de existência.

A reportagem entrou em contato com a Cesan que informou que o serviço de recuperação do asfalto foi realizado na última quarta-feira (3).

Morador de Carapebus denuncia esgoto a céu aberto

Situação das ruas Casuarina e Ficus no último dia 7 de dezembro. Foto: Divulgação leitor

Já pensou tentar sair de casa e não conseguir, por que existe um lago de esgoto em frente a sua residência? Pois é desta forma que moradores das ruas Casuarina e Ficus, localizadas entre os bairros Balneário de Carapebus e Bicanga vivem.

Segundo o morador Antônio Mascarenhas, o problema é frequente. “É mais de um palmo de esgoto em frente a nossa casa. E o pior toda essa água podre vai direto para o rio que desemboca nas praias de Bicanga, Manguinhos e Balneário”, denuncia o morador.

A Cesan informou que uma equipe esteve no local e desobstruiu as redes que estão sendo construídas nas referidas ruas. Disse ainda que muitos moradores estão se interligando às redes sem autorização da Companhia, o que está gerando os extravasamentos de esgoto. Deve se aguardar o aviso para fazer a interligação.

Mas Mascarenhas reclama que o problema retorna com frequência. “A Cesan esta notificando os moradores a ligarem os seus esgotos na Rede deles. Mas acontece que o vazamento é constante em todo o bairro e nós aqui sofremos mais por ser a parte mais baixa. Eles vieram e desentupiram na sexta, mas não dou uma semana ou 10 dias para voltar a situação”.

Insalubridade e risco de morte em ponto de ônibus de Limoeiro

Para pegar o Transcol tem que se aventurar numa calçada de 50 centímetros. Foto: Ana Paula Bonelli

Uma parada de ônibus que fica na rodovia ES 010, em Jardim Limoeiro, está sendo alvo de diversas reclamações. Isso porque existe um afundamento no asfalto que acumula água, a calçada onde fica o ponto do Transcol tem apenas cinquenta centímetros e não existe abrigo para os usuários que ficam esperando o transporte público.

A reclamação é de Daniele Aquino, moradora da região, que disse que já reclamou algumas vezes sobre o problema, mas nada foi feito. “Ficamos horas no ponto, pegamos ônibus lotado, correndo risco de assalto e acidente e ainda por cima somos encharcados pela poça d’água formada. Os carros passam e a água que fica empossada na via é jogada nos moradores”, detalha.

Daniele ainda disse que a falta de calçada deixa todos pedestres em risco. “A calçada é de cinquenta centímetros e ainda tem postes de iluminação no meio. Não tem como passar no local”, afirma.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra e com a Ceturb que disseram que a responsabilidade era do Departamento de Estradas e Rodagens do Espirito Santo (DER-ES). Já o DER-ES disse que as questões do ponto de ônibus e da calçada são de responsabilidade da prefeitura. Sobre o problema no asfalto, informou que uma equipe irá ao local verificar a situação.

A reportagem entrou novamente em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura, que disse desta vez que o município constrói e mantém os abrigos nos locais onde é possível fazer este serviço. No caso citado, não há espaço para a construção de um abrigo. Informou ainda que o local do ponto não é definido pela prefeitura. Sobre a calçada, a prefeitura não se pronunciou.

Morador quer ciclovia no entorno do Parque da Cidade em Valparaíso

O local é utilizado diariamente por alunos que estudam na região. Foto: Divulgação

Moradores de Valparaíso estão reclamando da situação que se encontra a calçada da avenida Guarapari, no entorno do Parque da Cidade, entre Valparaíso e Laranjeiras. Segundo eles, no local existe uma pequena calçada que está cheia de buracos.

O local é utilizado diariamente por alunos que estudam na região. Populares pedem calçada cidadã e ciclovia. “Levo meu filho para escola pela manhã e tem muita movimentação de carros e pessoas. São três escolas que ficam ali próximo. Ciclovia não tem. A calçada é parte terra e parte cimento, porém a parte de cimento, está toda quebrada”, conta o morador que não quis se identificar.

A coluna entrou em contato com a Prefeitura da Serra que prometeu fazer uma ação fiscal na região para notificar os proprietários que têm de consertar suas calçadas e disse que não há possibilidade técnica, por enquanto, de instalar ciclovia na região. Informou ainda que há um projeto de alargamento da avenida.

Morador reclama de fogo e fumaça em Carapebus

O problema acontece tanto de dia quanto de noite. Foto: Divulgação

Um morador de Balneário Carapebus, na Serra, que não quis se identificar, reclama da situação da rua Palmares.

Segundo ele, o problema é o fogo. Todos os dias ateiam fogo em cascas de coco de manhã e a noite. “Isso acontece ao lado de uma fábrica de doce de coco. Tenho filhos pequenos e não suporto mais me ajudem. A fumaça faz muito mal para eles”, denuncia.

Atendendo ao pedido do leitor, a reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura da Serra que disse que o chefe de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente pediu para, nestes casos, o morador entrar em contato pelos telefones 08002839780 e 99951-2321 na hora em que a situação estiver acontecendo para que uma equipe possa ser acionada.

Prefeitura promete acertar câmera de videomonitoramento na Serra-sede

A câmera fica em frente aos Correios. Foto: Divulgação leitor

Um leitor que não quis se identificar enviou para a coluna Pronto Flagrei a foto de uma câmera de videomonitoramento da Serra totalmente aberta e exposta ao tempo.

O problema acontece na Serra-sede, em frente aos Correios. “Gostaria que chegasse até as autoridades responsáveis da Prefeitura da Serra, observe que a caixa onde fica a câmera de monitoramento está aberta”, denuncia o leitor.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Defesa Social informou que a Secretaria de Tecnologia da Informação foi acionada para tomar as previdências.

Lixão a céu aberto é problema em Cidade Continental

Segundo moradores, a quantidade de lixo aumenta a cada dia. Foto: Divulgação

O internauta Antônio dos Santos entrou em contato com a coluna Pronto Flagrei para denunciar um lixão que está se formando em um terreno que fica em frente a avenida Meridional no bairro Cidade Continental.

Segundo Antônio, a quantidade de lixo está aumentando a cada dia. “Os moradores estão jogando restos de móveis e até entulho no local”, afirma.

A Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Serviços enviou uma equipe ao local para recolher o entulho e o lixo que estiver jogado em via pública.

Publicado no dia 26/09/2017

Internauta denuncia descaso com rua que dá acesso a igreja Reis Magos

A via é um dos acessos a Igreja e Residência de Reis Magos. Foto: Divulgação / Saulo Alves

O internauta Saulo Alves, morador de Nova Almeida, entrou em contato com a coluna Pronto Flagrei para denunciar a situação que se encontra a rua Maria Pereira Pimentel, um dos acessos a Igreja e Residência de Reis Magos, patrimônio histórico nacional tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Segundo ele, a via está com vários pontos faltando paralelepípedos e os que existem estão desnivelados gerando buracos e comprometendo a mobilidade.

Saulo disse que o local como é um ponto turístico e deveria estar bem cuidado. “É uma região que recebe vários visitantes de todo o Brasil e até de fora também, pois dá acesso a  Reis Magos”, reclama.

A Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Obras vai enviar uma equipe ao local na próxima semana para verificar a situação e fazer os reparos.

Publicado no dia 26/09/2017

Morador denuncia e bueiro é consertado na ES 010

O problema já foi corrigido desde a última quarta-feira (19). Foto: Divulgação leitor

O morador de Jardim Limoeiro, Jair Sarde, enviou para nosso WhatsApp uma foto mostrando um bueiro que estava sem tampa em uma faixa de pedestres. O problema acontece no cruzamento da ES-010 com a rua Antônio Francisco Vecci, próximo ao posto Arara Azul, entre Chácara Parreiral e Jardim Limoeiro.

Segundo Jair algum pedestre ou ciclista pode cair no local facilmente. “O bueiro está aberto e sem nenhuma sinalização. Um acidente pode acontecer, já que durante a noite a visibilidade fica ainda mais complicada”, afirma.

A reportagem entrou em contato com o Departamento de Estradas e Rodagens do Espirito Santo (DER-ES) que disse que uma equipe seria enviada no local para realizar o reparo. Já a Cesan disse que o conserto seria realizado até as 19h da noite da última terça-feira (19).

Faça sua denúncia

Se você presenciar situações semelhantes ou outro tipo de problema na cidade e quiser torná-lo público, entre em contato com o nosso WhatsApp por meio do telefone 27 99953 3531.

 

 

Bairros de Nova Almeida no escuro desde sexta-feira (25)

Via WhatsApp, Thielles Lemos, morador do bairro Boa Vista em Nova Almeida reclama da situação da iluminação das ruas do bairro. Segundo ele desde a última sexta-feira, quando houve um apagão na região os postes de iluminação não estão funcionando direito. “Estamos com a a sensação de mais insegurança” argumenta Thielles.

A situação acontece em muitas ruas, mas as vias mais afetadas são as ruas dos bairros Poço dos Padres, Nova Almeida Centro, São João e Reis Magos. 

A Prefeitura da Serra disse por meio de sua Assessoria de Comunicação que houve um curto-circuito na região. A prefeitura já identificou o problema e está fazendo a troca de todos os relês, em um trabalho que começou na segunda-feira.

Faça sua denúncia

Se você presenciar situações semelhantes ou outro tipo de problema na cidade e quiser torná-lo público, entre em contato com o nosso WhatsApp por meio do telefone 27 99953 3531.

Confira o vídeo enviado pelo internauta: 

Bairros de Nova Almeida no escuro desde sexta-feira (25) A situação acontece em muitas ruas, mas as mais afetadas são as ruas dos bairros Poço do Padre, Nova Almeida Centro, São João e Reis Magos. Confira mais informações clicando no link: goo.gl/2qANSJ

Posted by Jornal Tempo Novo on Wednesday, August 30, 2017

Funcionários da Vale ocupam vagas de estacionamento da Upa de Carapina

Foto: Divulgação / Internauta

Uma leitora da coluna Pronto Flagrei afirma que funcionários da Vale estão utilizando o estacionamento da Upa de Carapina e quando os pacientes da unidade chegam ficam sem vagas pois todas estão ocupadas.

“Queria saber se é correto o que alguns funcionários da Vale estão fazendo. Estacionam seus carros nas vagas da Upa de Carapina e vão trabalhar. Quando os pacientes chegam ficam sem vagas para estacionar”, explica a internauta que preferiu não se identificar.

Entramos em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura da Serra que informou que está avaliando uma nova forma de gestão do estacionamento da Upa de Carapina, visando seu melhor aproveitamento.

A Prefeitura ressaltou que o estacionamento é rotativo, e prioritário para os pacientes da UPA e seus acompanhantes. O local funciona em esquema de rotatividade, visando oportunizar vagas para diferentes usuários ao longo do dia.

A reportagem também entrou em contato com a assessoria de comunicação da Vale que não se manifestou sobre o assunto.

Município promete trocar tampa de bueiro em Cantinho do Céu

Foto: Divulgação

A internauta Margarida de Souza, moradora do bairro Cantinho do Céu, procurou a coluna Pronto Flagrei para reclamar de um bueiro que está com a tampa quebrada na Avenida Dido Fontes.

 “Já faz algumas semanas que esse bueiro está com a tampa quebrada oferecendo riscos para pedestres, ciclistas e motoristas que passam na avenida. Essa via durante a noite é escura e os moradores acabam não vendo o bueiro”, explica Margarida.

A coluna entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a equipe da Secretaria de Serviços já foi ao local para verificar a situação e que a previsão de reparo é para esta semana.

Publicado no dia 28/08/2017

Em Valparaíso a reclamação é acúmulo de lixo em calçada

O problema acontece na rua Anchieta. Foto: Divulgação leitor

Em Valparaíso a reclamação é a quantidade de lixo acumulado numa calçada que fica próxima a uma padaria. O problema acontece na rua Anchieta, ao lado de uma quadra de esporte e próximo a padaria Dejota.

“É lixo de todo tipo. Um nojo. Tem urubu e é uma fedentina danada”, reclama a moradora que não quis se identificar. A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Serviços enviou uma equipe ao local para limpeza.

Publicado: 10/08/2017

 

Sem solução: moradores reclamam de fogo em terrenos baldios em Santa Fé

Esta é a terceira denúncia vinda de moradores do bairro e até hoje nada foi feito para mudar a situação

No último domingo (4) não foi diferente e teve morador tentando inclusive apagar o fogo com balde. Foto: Divulgação

Um problema vem incomodando moradores do bairro Santa Fé, região de Nova Almeida, na Serra. Trata-se de pequenos focos de incêndios que vem sido denunciados por populares há meses em terrenos baldios do local.

Morador da rua Iconha, Ricardo Candido de Souza diz que o problema é constante e que o filho dele tem problemas respiratórios. Segundo ele, já fez de tudo, denunciou, apagou fogo com balde e nada adianta. O último incidente foi no domingo (4).

A situação foi denunciada por moradores ao jornal Tempo Novo por outros dois moradores em situações diferentes no mês de maio. Segundo uma mulher, que não quis se identificar, o problema também acontece em outros locais como na  rua Paulo Samorini.

“É lixo de tudo quanto é tipo que acaba atraindo rato e centenas de caramujos africanos. Sem contar com a fumaça que chega a deixar a gente sem ar. Nos finais de semana é ainda pior, o povo taca fogo com força”, denuncia.

A pedido dos moradores a reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura da Serra que disse que não constatou denúncias relativas a incêndios na região. A nota orienta ainda os moradores a ligar para a fiscalização ambiental no momento em que a pessoa estiver ateando fogo, para que haja possibilidade de flagrante e autuação. Também orienta a população a acionar a Defesa Civil ou Bombeiros para apagar o fogo. Para denunciar, a população pode entrar em contato pelos telefones (27) 99951-2321 e 0800 2839780.

Publicado: 08/06/2017

Em Chácara Parreiral lixão incomoda moradores

O lixão está localizando no bairro Chácara Parreiral. Foto: Thiago Albuquerque

Um lixão tem se tornado motivo de preocupação para moradores do bairro Chácara Parreiral, na Serra. Localizado na rua Gustavo Barros, em uma das calçadas, em frente a um terreno baldio, todo tipo de lixo vem sendo descartado no local.

“Qualquer pessoa que passa consegue ver que tem restos de móveis, entulho, brinquedo, embalagens de comida, essa situação é insustentável, é como se fosse algo abandonado, sem dono, sem consequências e nada, alguém tem de tomar alguma providência”, conta o morador Alcides Lopes.

Por meio de nota a Secretaria de Serviços disse que recebeu a queixa e enviará uma equipe ao local para tomar providências. Há casos em que é preciso acionar, também, a fiscalização para providenciar a limpeza de áreas particulares.

Publicado 07/06/2017

Placa de sinalização turística no chão em Jacaraípe

A placa caiu no último domingo (4). Foto: Leonardo Torres

O morador Saulo Alves, de Jacaraípe, enviou fotos de uma placa de sinalização turística da Prefeitura da Serra caída no meio da calçada, entre a Avenida Abdo Saad e Minas Gerais, na entrada que dá acesso a Lagoa Juara.

As fotos foram tiradas pelo fotógrafo Leonardo Torres, de Nova Almeida. Saulo conta que a placa caiu no domingo (4) e pede providências do município.

Em resposta a solicitação de Saulo, o Departamento de Trânsito da Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura da Serra já solicitou o recolhimento da placa para a empresa responsável, que executou o serviço.

Publicado em 06/06/2017

Mato e lixo tomam conta de rua de Laranjeiras

O problema acontece na rua Princesa Izabel. Foto: Divulgação leitor

A moradora Maria Nivanete Arruda reclama da quantidade de lixo e mato que está tomando conta da rua Princesa Izabel, no Parque Residencial Laranjeiras.

“Sempre passo pela rua e observo que o lixo e o mato só estão aumentando”, reclama.

Um morador que não quis se identificar denuncia que o lixo não é recolhido. “Tá certo que as pessoas descartam o lixo de qualquer jeito, mas a gente que coloca o nosso lixo em horário e dia correta e ensacolado tem que ficar convivendo com a imundice dos outros”.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Serviços Urbanos segue uma programação de limpeza e capina que contempla a região do Parque Residencial Laranjeiras. É importante lembrar que este serviço é feito nas ruas. Sujeira e mato nas calçadas é de responsabilidade do proprietário do imóvel e, neste caso, são acionados fiscais que notificam e multam os proprietários.

.

Publicada em 30/05/2017

Morador reclama de abandono da praça de Colina de Laranjeiras

Situação do balanço utilizado pelas crianças que frequentam a praça. Foto: Divulgação leitor

Brinquedos enferrujados e muito mato. Assim está a  praça do bairro Colina de Laranjeiras. A reclamação é do morador Ivan Ribeiro que lamenta a situação de descaso com a área de lazer.

“A praça está totalmente esquecida pelas autoridades. Sem manutenção, sem limpeza e cuidado nenhum. Totalmente inseguro para os moradores e principalmente para as crianças que gostam de brincar e passear pelo local. Um bairro promissor como Colina, onde pagamos altos impostos ficar abandonado deste jeito é um absurdo”, denuncia Ivan.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura da Serra que disse que a Equipe da Secretaria de Serviços está no bairro fazendo a limpeza da praça. Serão retirados os brinquedos que estão danificados.

Confira o estado da praça:

Em Residencial Jacaraípe morador reclama de falta de pavimentação em rua

O problema acontece na rua Campos do Jordão. Foto: Divulgação leitor

Quem mora na rua Campos do Jordão, no bairro Residencial Jacaraípe, sofre todas as vezes que chove e não precisa ser muito. Isto porque a rua ainda não é pavimentada e basta cair um pouco de água que a via fica intransitável.

Quem reclama da situação é o morador Walterci Souza que diz que quando o sol está quente a poeira é insuportável. “É muito pó dentro de nossas casas e quando chove é pior ainda, pois a lama toma da rua. Pagamos IPTU, temos direito de ter nossa rua bem cuidada”, reclama.

A pedido do morador a reportagem entrou em contato a Prefeitura da Serra que disse que está fazendo um levantamento para serviços na região. Além disso, foi feito um pedido junto à Caixa Econômica para liberação de crédito para pavimentação e drenagem de 21 bairros no município, incluindo Residencial Jacaraípe. Para serviços de emergência, a equipe de tapa-buracos será enviada ao local a partir desta terça-feira (30).

Publicado em 30/05/2017

Placa de moradores ironiza falta de cuidado do município com lixão em Feu Rosa

A placa foi colocado por moradores da região que estão cansados de conviver com o problema. Foto: Divulgação

Uma placa chamou atenção de quem passou pela rua Espírito Santo em Feu Rosa nos últimos dias. Com a frase “Ao prefeito e aos veriadores: muinto obrigado por esta linda praça” os moradores, de forma irônica e com erro de português e tudo, quiseram chamar atenção das autoridades para o problema de um lixão que incomoda a comunidade há muitos anos. Para piorar, próximo ao terreno tem uma creche e crianças têm de conviver diariamente com o mau-cheiro.

Morador do bairro, Rafael Pereira reclama do descaso com o local. “Este lixão está ao lado do Cmei Zilda Arns e ao lado do condomínio da Rossi. Estamos cansados de denunciar. A Prefeitura limpa mas não adianta. Tem que tomar outro tipo de medida para coibir o povo e as empresas que jogam lixo ali. Só limpar não basta, tem que construir algo”, reclama.

No ano passado, a comunidade até tentou mudar a situação do terreno fazendo um jardim por conta própria. Mas não adiantou, meses depois o local foi novamente invadido e usado para descarte de entulho, lixo doméstico, animais mortos e móveis velhos.

Os moradores chegaram a plantar girassóis e árvores, inclusive frutíferas, mas não adiantou. Foto: Arquivo TN/Fábio Barcelos

Hélio Barbosa, mora na esquina da rua há 32 anos e há 25 convive com a situação. ‘Antes de asfaltar a avenida quando era mata fechada já tinha lixo. A Prefeitura limpa mas não adianta, poucos dias depois tá tudo sujo novamente. Essa porcaria toda fica ao lado de uma creche e as crianças convivem com isso. Não é só o lixo que incomoda, o pessoal coloca fogo em pneu, em sofá velho. A gente quer que isso acabe, arruma um lugar pra carroceiro descartar os entulhos deles. Eu não tenho nem prazer de almoçar na minha varanda por conta do fedor e das moscas. Este terreno é da Prefeitura, se fosse particular eles multariam e iriam mandar cercar, quem vai fiscalizar o município? Fica a minha pergunta”.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que o local está sendo limpo hoje (quarta, 24), mas há um problema de descarte irregular no local, inclusive com empresas de outros municípios que descarregam entulho no bairro.

Para combater o problema, a Secretaria de Serviços adquiriu novos caminhões com o objetivo de intensificar a ação de limpeza. Paralelamente, a prefeitura está desenvolvimento uma ação conjunta, envolvendo várias secretarias, como Serviços, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, no combate a pontos viciados de lixo. O trabalho está sendo feito nos locais mais problemáticos, com instalação de câmeras e campanhas envolvendo a comunidade para buscar uma solução de acordo com a realidade de cada bairro.

Moradores de Santa Fé, em Nova Almeida, reclamam de constantes queimadas

O problema acontece principalmente a noite. Foto: Divulgação leitor

É com muita fumaça que os moradores do bairro Santa Fé, região de Nova Almeida tem que convier diariamente.

Depois de um morador denunciar a situação a rua na rua Paulo Samorini, outra moradora que também mora no bairro se queixou do mesmo problema, só que desta vez na rua Iconha.

Segundo ele, é ‘moda’ no local juntar o lixo e colocar fogo, principalmente a noite. “Tenho um filho que constantemente tem problemas respiratórios por conta da fumaça destes incêndios. Eu li na matéria que o Tempo Novo  fez anteriormente que a Prefeitura disse que faz limpeza regularmente no local e é mentira, não vejo funcionários do município aqui há tempos. Infelizmente estamos entregues e temos que conviver com esse problema”, reclama.

A pedido da moradora a reportagem do Tempo Novo entrou em contato com a Prefeitura da Serra no último dia 17 de maio. A assessoria de comunicação do município respondeu a demanda na tarde desta quarta-feira (31) e disse que uma equipe do setor de fiscalização de obras e posturas da Secretaria de Desenvolvimento Urbano foi enviada ao local, identificou o problema e notificou o proprietário.

Publicado: 23/05/2017

Fogo, rato e caramujo africano prejudicam moradores de Nova Almeida

Fogo ateado em terreno baldio no último domingo (7). Foto: Divulgação leitor

Lixo, fumaça, rato e caramujo africano. É com esse quarteto ‘nojento’ que moradores de Nova Almeida têm de conviver diariamente.

A denúncia é de um homem que não quis se identificar, por medo de represália de vizinhos. Segundo ele, na região, principalmente no bairro Parque Santa Fé, existe muitos terrenos baldios, que são usados pelos próprios moradores para descarte irregular de todo tipo de objeto. Um deles está na rua Paulo Samorini.

“É lixo de tudo quanto é tipo que acaba atraindo rato e centenas de caramujos africanos. Sem contar com a fumaça que chega a deixar a gente sem ar. Nos finais de semana é ainda pior, o povo taca fogo com força”, denuncia.

Ele disse ainda que os moradores já chegaram a ter que chamar o Corpo de Bombeiros. “O fogo ficou muito alto e alastrou rápido. Como tem muitas casas ao lado, ficamos com medo de acontecer algo pior”.

A pedido do morador a reportagem do Tempo Novo entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a limpeza do bairro é feita regularmente, com a coleta do lixo doméstico nos locais adequados. O problema ocorre com descarte irregular de lixo, um tema que a prefeitura está enfrentando com uma campanha que envolve várias secretarias, como Serviços, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, com ações programadas em todos os bairros do município.

Publicado: 10/05/2017

Morador denuncia abusos no trânsito e pede mais fiscalização em Valparaíso

Carro estacionado em cima da calçada na Avenida Piúma. Foto: Divulgação

Valparaíso já foi um bairro tranquilo. Mas com o crescimento comercial e residencial o local começou a ficar mais movimentado e junto com isto vieram alguns problemas. Um deles é o aumento de fluxo de veículos nas vias da comunidade.

Um morador que não quis se identificar reclama da ausência de agentes de trânsito na região, principalmente, na Avenida Piúma, que fica ao lado do Ok Superatacado e dá acesso a avenida Civit. “Aqui virou um caos para moradores e para quem frequenta a região. Os motoristas não respeitam as calçadas, estacionam onde bem entendem. Não respeitam placas de sinalização, mesmo com câmeras no lugar, nem guarda municipal, nem agentes de trânsito aparecem por aqui para multar ou pelo menos chamar a atenção dos infratores. Já fiz reclamação na Prefeitura, pois já presenciei motos e carros andando na contramão. Onde estão os agentes municipais?”, queixa-se.

A pedido do morador entramos em contato com a Prefeitura da Serra que disse por meio sua assessoria que agentes de trânsito realizam patrulhas motorizadas diárias no local e multam os condutores que cometem infrações de trânsito.

Publicado em 10/05/2017

Filas enormes e falta de cadeiras na Farmácia Cidadã da Serra

A reclamação é da falta de estrutura do local principalmente para atender idosos e pessoas com necessidades especiais. Foto: Divulgação leitor

O aposentado Geneci Tavares de Melo entrou em contato com a redação do jornal Tempo Novo reclamando da demora no atendimento e  falta de estrutura da Farmácia Cidadã no ProCidadão, em Portal de Jacaraípe, na Serra. A queixa é principalmente a falta de cadeiras de espera para pessoas idosas e portadores de necessidades especiais.

Segundo o servidor público estadual aposentado toda vez que é preciso buscar algum medicamento no local é um sofrimento enorme. “Pessoas que não tem condições de ficar em pé, como é o meu caso, que sinto dores, tem que aguardar em pé. É muito sofrimento, não tem uma cadeira para sentarmos. É uma falta de respeito”, reclama o morador de Valparaíso.

A reportagem entrou em contato com assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde que disse que a Gerência de Assistência Farmacêutica vem trabalhando para melhorar, ampliar e humanizar o atendimento ao cidadão.

A Secretaria de Estado da Saúde, juntamente com o município de Serra, está em busca de um novo espaço para abrigar a Farmácia Cidadã de Serra,  com objetivo de melhorar o atendimento e oferecer um ambiente mais confortável aos usuários.

Publicado em 09/05/2017

 

Falta pavimentação e sobram acidentes em Nova Zelândia

A avenida Antônio Azevedo Rodrigues começou a ser pavimentada mas a obra parou quando ainda estava na metade. Foto: Divulgação / Leitor TN

Uma obra de pavimentação paralisada está tirando o sono de moradores de Nova Zelândia. Isso porque segundo populares, a avenida Antônio Azevedo Rodrigues começou a ser pavimentada mas a obra parou quando ainda estava na metade.

O presidente da comunidade, Claudiomar Souza Silva disse que devido a falta de asfalto vários moradores já se machucaram na via. “Temos moradores que já caíram na avenida e fraturaram a perna. Isso é uma vergonha”, afirma.

Claudiomar ainda disse que outro grande problema na via é a poeira quando o tempo está quente e a lama quando chove. “A poeira vai longe quando os veículos passam na via. E quando chove a avenida fica ainda mais perigosa devido a lama”.

Falta de segurança também é preocupação

Moradores da comunidade também reclamam da quantidade de assaltos que ocorrem no bairro. Segundo Claudiomar, todo dia alguém é assaltado nas ruas do bairro. “Precisamos de mais policiamento na comunidade” ressalta.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Obras vai enviar uma equipe técnica ao local para fazer avaliação e levantar informações sobre a via e, assim, dar início aos devidos procedimentos, mas não deu prazo para que isso acontecesse.

Já a Polícia Militar disse que o comando da 14ª Companhia Independente, convida a toda a comunidade para através da sua liderança comunitária, estreitar relacionamento com a Polícia Militar e também, verificar situações que não se apresentam na análise dos dados estáticos.

Uma reunião com o comando da unidade é muito importante, pois somente assim a PM terá conhecimento dos moradores e conseguirá inseri-las no planejamento operacional de segurança pública da região.

Publicado: 02/04/2017

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por