Pronto Flagrei | Portal Tempo Novo

Serra, 19 de junho de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Pronto Flagrei

por Gabriel Almeida

Morador reclama de falta de capina e abrigo de ônibus danificado em Limoeiro

abrigo de onibus danificado

O abrigo de ônibus fica em frente ao condomínio Parque dos Pássaros em meio a um matagal. Foto: Bárbara Lopes

Falta de capina e abrigo de ônibus danificado. Esta é a reclamação do morador de Jardim Limoeiro, Denilson Magalhães Gomes.

Segundo ele, os problemas acontecem na rua Antônio Francisco Vecci, que fica às margens da Rodovia ES 010, em frente à entrada do bairro Chácara Parreiral. “Estamos há um bom tempo sem capina e limpeza, bem como, os dois pontos de ônibus, estão em péssima situação. efetuei duas demandas, na Secretaria de Serviços, em março, porém, até hoje, não obtive resposta; inclusive, reclamei, na ouvidoria do município, na área de reclamação pendente, mas também não responderam”.

Denilson é morador do condomínio Parque dos Pássaros e o abrigo danificado fica na calçada dos prédios e é utilizado por centenas de pessoas que utilizam as linhas 884 (Bicanga/Terminal de Laranjeiras) e 883 (Praia de Carapebus/Terminal de Laranjeiras).

Um dos abrigos foi danificado por um ônibus ao dar ré no local. Foto: Bárbara Lopes

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a capina e a limpeza do local são realizadas constantemente, de acordo com o cronograma de trabalho da Secretaria de Serviços (Sese) da Serra. Nova limpeza já está na programação. Uma equipe da Secretaria de Obras vai ao local avaliar os abrigos de ônibus.

Buraco em calçada é preocupação em Laranjeiras

O buraco fica na calçada próximo a entrada de Colina de Laranjeiras. Foto: Divulgação leitor

Um buraco em meio a calçada tem que sido alvo de reclamação de pedestres e ciclistas que utilizam a Avenida Eudes Scherrer de Souza, entre os bairros Parque Residencial Laranjeiras e Colina de Laranjeiras, na Serra.

O buraco fica entre o Ricardão Lanches e a loja Tecnicar e quem denuncia é o morador de Colina, Edson Kalke. “O problema já existe há um ano e ninguém toma providência”, reclama.

A ciclista Maria da Penha Coutinho que passa pelo local todos os dias para ir ao trabalho disse que o buraco representa perigo para quem não conhece o caminho. “Eu passo ali todos os dias, mas quem não conhece, pode cair no buraco e se machucar”.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que enviará uma equipe ao local para realizar o reparo.

Serra Dourada poderá receber novas lixeiras, após reclamação de morador

A situação acontece na Avenida Belo Horizonte, em frente a escola Sônia Regina. Foto: Leitor

A moradora de Serra Dourada I, Lenir Freitas, reclama de lixo acumulado em frente a Escola Municipal Sônia Regina, que fica no mesmo bairro, na  Avenida Belo Horizonte.

Segundo ela, toda segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira fica uma situação insuportável na entrada da escola. “Os moradores ao redor colocam os lixos domésticos encostado no poste bem na entrada da garagem da escola, isso deixa os alunos, pais e pessoas que passam na calçada ficam indignados. Poxa vida a única coisa bonita do nosso bairro é a escola”, reclama.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que A Secretaria de Serviços (Sese) vai ao local verificar a necessidade de instalação de novas papeleiras na avenida. A Sese ressalta ainda que o morador deve colocar o lixo domiciliar próximo a sua residência antes de o caminhão coletor passar pela via.

Carro abandonado na principal avenida de Carapina Grande incomoda morador

O carro fica próximo a um lava a jato e no caminho de uma escola. Foto: Divulgação leitor

Um morador de Carapina Grande, reclama de um carro, que segundo ele, está abandonado na esquina da Avenida Alpheu Ribeiro com a rua Santa Luzia.

O homem, que não quis se identificar, disse que o veículo fica ao lado de um lava a jato. “Trata-se de um Citroen Xsara, cuja placa é MQI 5604. Já liguei diversas vezes para a Guarda, mas nada foi feito. Está perigoso, pois é caminho das crianças e tem causado acidentes”, comenta.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a equipe do Departamento de Trânsito vai ao local verificar o veículo e, caso seja constatada a situação de abandono, o proprietário será notificado. Caso o proprietário não retire o veículo dentro de 15 dias, o automóvel será guinchado.

Às 15h20 desta quarta-feira (10) a Prefeitura mandou nova resposta atualizando a situação: “A Guarda de Trânsito identificou o proprietário do veículo, que se comprometeu a retirá-lo do local”.

 

Lixão incomoda morador de Jardim Limoeiro

O problema acontece na rua Manuel Bandeira. Foto: Divulgação

Em Jardim Limoeiro, a reclamação é o acúmulo de lixo na rua Manuel Bandeira. A queixa é de Rafaela Rauta que conta que o local é alvo de descarte irregular não só de moradores da região, mas também de empresas e supermercados.

“A população que mora na rua Manuel Bandeira, não aguenta mais esse lixão a céu aberto, os próprios caminhões dos supermercados aqui da região jogam restos de lixo no local. Já fomos a prefeitura, divulgamos mas nada é feito”, denuncia.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Serviços da Serra realiza a limpeza do local constantemente, conforme cronograma. Nova limpeza será programada para a próxima semana.

Os moradores podem denunciar o descarte irregular de entulhos por meio do WhatsApp: 99976-2595, encaminhando fotos e vídeos de flagrantes de irregularidades. As multas podem chegar a R$ 30 mil.

Após pedido de moradora, Prefeitura limpa lixo de rua em Carapebus

Na primeira foto, situação da rua ainda com lixo e ao lado, o local limpo pelo município. Foto: Divulgaçao

O Tempo Novo atendeu a reclamação da moradora de Balneário Carapebus, Vanessa Davel que pediu socorro por conta de um monte de lixo que foi depositado na rua Ficus.

A matéria foi publicada na manhã desta quarta-feira (3) e a prefeitura da Serra atendeu prontamente ao pedido da serrana, limpando o local poucas horas depois da reclamação.

Vanessa Davel disse que o lixo é depositado por moradores da região que não tem noção e fica próximo de uma creche municipal Professora Sandra Maria Nepomuceno Dalla Bernardina.

Denúncias de descarte irregular de lixo podem ser feitas por meio do número de WhatsApp 999762595, enviando fotos e vídeos de flagrantes. A multa pode chegar a R$ 30 mil.

Confira aqui como estava a rua

Lixo em Balneário Carapebus é reclamação de moradora

Um dos piores pontos, segundo a moradora, fica na rua Ficus. Foto: Divulgação

A moradora de Balneário Carapebus, Vanessa Davel reclama da quantidade de lixo espalhada pelas ruas do bairro.

Segundo ela, o maior problema acontece na rua Ficus, numa esquina que fica próximo a um creche municipal Professora Sandra Maria Nepomuceno Dalla Bernardina.

“Balneário de Carapebus tem vários casos de dengue, famílias inteiras e as ruas estão com lixo acumulado, porque os moradores são sem noção e a prefeitura não tomam providências. Sai de manhã para trabalhar, quando voltei já tinha uma caixa d’água jogada em meio ao lixo. É um absurdo ”, reclama.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a  Secretaria de Serviços da Serra informa que o local é limpo com frequência e uma nova limpeza já está programa para esta semana.

Disse também que os moradores podem denunciar o descarte irregular por meio do número de WhatsApp 999762595, enviando fotos e vídeos de flagrantes. A multa pode chegar a R$ 30 mil.

Prefeitura limpa local, confira

 

Morador reclama de placas de propaganda em calçada de Laranjeiras

As placas ficam em frente as lojas de material de construção na Avenida Civit. Foto: Divulgação leitor

Quem passa pela Avenida Eudes Scherrer de Souza, conhecida como Avenida Civit, tem se deparado com alguns obstáculos na calçada, que fica entre o Hospital Metropolitano e o Epa Supermercado, em Parque Residencial Laranjeiras.

No meio do caminho, uma das lojas que comercializam material de construção, tem usado a calçada para expor produtos, além de usar o local que é para exclusivo para pedestres, afixando placas com propagandas no meio do caminho.

Sérgio Viana reclama da situação. “Os produtos eu nem me incomodo tanto, mas as placas no meio da calçada é demais. Muito abuso”, afirma.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a  Secretaria de Desenvolvimento Urbano encaminhará uma equipe ao local para verificar a denúncia.

Morador teme que caixa d’água da Cesan desabe em Castelândia

'

A caixa d’água fica próximo ao condomínio Mirante de Jacaraípe. Foto: Divulgação leitor

Parecem rachaduras, mas segundo a Cesan não é. Um morador de Jacaraípe entrou em contato com Jornal Tempo Novo, por meio do nosso WhatsApp preocupado com a situação da caixa d´água da Cesan que fica na Avenida São Pedro, ao lado do condomínio Mirante de Jacaraípe, no bairro Castelândia.

“A caixa apresenta pontos de vazamentos, o que é um sinal de fragilidade da armadura. Caso isso venha a desabar, será uma tragédia”, denuncia o morador Vitorino Álvares Ribeiro.

A reportagem procurou a Cesan para prestar esclarecimentos sobre a estrutura do equipamento e a empresa disse por meio de nota que a estrutura é inspecionada com regularidade. Não há vazamento, nem risco de desabamento.  As marcas aparentes são de manutenções que foram feitas ao longo do tempo.

Morador cobra melhorias em campo de futebol em São Francisco

Morador cobra melhorias como iluminação, alambrado e gramado. Foto: Divulgação leitor

No bairro São Francisco, na região de Jacaraípe, a reclamação é a falta de manutenção no campo utilizado pela comunidade.

O morador Sérgio Silva Souza, disse que o campo é utilizado também por outros bairros que ficam na região de Jacaraípe. “Centenas de pessoas utilizam aquele espaço e hoje estão todos parados porque não existe condições de uso, está em situação precária. Crianças, jovens e adolescentes e jogadores veteranos que tem uma idade mais avançada utilizam o campo”, reclama.

Sérgio disse que o campo que é gramado, não tem mais grama, também não tem alambrado e nem iluminação. “O uso está impossibilitado. Tem  mais de vinte anos que esse campo não recebe manutenção. A prefeitura capina apenas, nada mais além disso”.

Existe um projeto para colocar grama, alambrado, arquibancada e iluminação, mas sabemos que fica muito caro. Se conseguirmos o alambrado, a grama e a iluminação já estamos bem satisfeitos, porque poderemos voltar a usar o espaço”, destaca.

A comunidade chegou a fazer um mutirão para tentar melhorar  a situação do campo no início de fevereiro. Segundo Sérgio foram feitas algumas benfeitorias como limpeza e corte de mato e também dois bancos de reservas foram construídos, além de uma fossa. “Nós colocamos pneus em volta do campo e plantamos árvores”.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra a pedido do morador. A demanda foi enviada no último dia 5 de fevereiro e até às 10h30 desta terça-feira (12) o município ainda não havia respondido. Assim que a demanda for enviada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura da Serra será publicada neste espaço.

Moradores cobram calçada cidadã em avenida de Jardim Tropical

O problema acontece na avenida Coronel Manoel Nunes, principal via do bairro. Foto: Divulgação leitor

Uma moradora de Jardim Tropical reclama da falta de calçadas cidadãs no bairro. Carros estacionados de forma irregular, produtos de lojas ocupando o espaço onde o pedestre deveria passar está entre os problemas.

Gabi Rocha procurou a reportagem do Tempo Novo por conta de problema crônico que ocorre no bairro há alguns anos. O problema acontece em diversas ruas, mas a situação é pior na avenida Coronel Manoel Nunes, principal do bairro.

“O espaço que é para o pedestre caminhar em segurança  vem sendo ocupado por carros estacionados de forma irregular e comerciantes que expõem produtos na “calçada. É uma bagunça. Todo dia têm carro e carreta parados em local proibido”, reclama Gabi.

A moradora disse também que os comerciantes contribuem para o caos do local. “Colocam um monte de bagulho na calçada (pneus ,placas, cadeiras). Os dois lados da calçada tem obstáculos, e temos que passar na rua. Um lado é pior pois tem pedaço que é de lama e enche de mato e o povo porco coloca lixo e entulho”.

Ao longo da avenida tem condomínio, escola e muitas pessoas têm que se arriscar para pegar ônibus ou caminhar na rodovia BR 101. “Tem que ficar se arriscando na rua, principalmente em horário de pico, nesse período de volta às aulas começa a passar um monte de carro que sai do trânsito da BR e passa nessa avenida, fica difícil até para atravessar. Por favor mostre essa bagunça pois é perigoso”, denuncia Gabi Rocha.

A reportagem procurou a Prefeitura da Serra que disse que todos os proprietários irregulares da Avenida Coronel Manoel Nunes foram notificados. Os moradores podem denunciar o descarte irregular por meio do WhatsApp: 99976-2595, encaminhando fotos e vídeos de flagrantes.

O Código de Meio Ambiente da Serra prevê multa de R$ 50 a R$ 30 mil para quem dispuser resíduos de forma incorreta.

Agentes da Fiscalização de Trânsito atuam na região com motocicletas e viaturas e notificam os flagrantes de infrações de trânsito. Em casos como carros estacionados nas calçadas ou locais proibidos, o cidadão pode acionar os agentes pelo telefone 3252-3711.

Morador reclama de vazamento de água potável em Jacaraípe

O problema também aconteceu no dia 22 de dezembro e a Cesan resolveu. Foto: Divulgação

Um vazamento de água potável é alvo de reclamação de moradores do bairro Enseada de Jacaraípe, região de Jacaraípe, na Serra.

Segundo Ivomar Barbosa, morador da região, o vazamento foi constado desde a manhã desta quarta-feira (2). “Esse mesmo problema aconteceu em meados do dia 22 de dezembro. A Cesan veio e consertou, mas agora está vazando novamente. É água potável, não é esgoto. O reparo precisa ser feito logo, afinal estamos num período de sol forte e corremos o risco de ficar sem água, caso haja desperdício”, afirma.

A reportagem entrou em contato a Cesan que disse  que os moradores devem informar o problema pelo telefone 115 para que os técnicos possam ir ao local verificar e corrigir o vazamento caso seja na rede de água tratada. Os moradores precisam informar o endereço exato do vazamento, inclusive com ponto de referência. Se preferirem, podem também informar pelo site www.cesan.com.br. Quando acessado pelo navegador do smartphone pode informar a coordenada geográfica do vazamento, facilitando o trabalho das equipes. O morador também recebe um número de protocolo, com o qual pode acompanhar a execução dos serviços pelo site.

A reportagem entrou novamente com a Cesan com o número de protocolo de atendimento passado pelo morador e a concessionária respondeu, nesta quarta (2), às 16h40, que uma equipe já está no local para corrigir o vazamento.

 

 

 

Em Nova Almeida cobras em calçadão assustam moradores

Flagra do morador no calçadão do balneário. Foto: Divulgação

Em Nova Almeida, quem costuma caminhar pelo calçadão tem tomado alguns sustos. Isto porque, segundo frequentadores da praia, cobras têm aparecido em meio ao passeio e assustado pessoas que utilizam o espaço para prática de exercícios físicos e lazer.

O morador João Manoel Bermudas Rangel é um dos que se deparou com uma cobra durante uma caminhada. “Eles dizem que é restinga, mas está muito alto e tem se tornado perigoso passear por ali, é regra que vai encontrar uma cobra vagando. Fica próximo a residências e tenho medo que alguma criança ou animal seja picado”, conta.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que as equipes de limpeza da Secretaria de Serviços já fizeram as podas na orla.

Disse ainda que a Secretaria de Meio Ambiente (Semma) também fez vistoria no local. E alertou que caso, um morador encontrar qualquer animal silvestre, pode ligar para a Fiscalização da Semma pelos telefones 99951-2321/ 0800 283 9780.

Morador reclama de mato em calçada de Jacaraípe

Situação da calçada da Avenida Minas Gerais. Foto: Divulgação leitor

Um leitor do Tempo Novo, que não quis se identificar, reclama da quantidade de mato na calçada da Avenida Minas Gerais esquina com a Avenida Todos os Santos, na região de Jacaraípe.

“É próximo a uma escola e uma creche. Não entendo como as autoridades podem não tomar providência com essa quantidade de mato crescendo aqui”, reclama.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Serviços da Serra informa que as equipes de limpeza já estão atuando em Jacaraípe.

A intensificação da limpeza começa antes do período de alta temporada, no verão. Também são feitos mutirões de limpeza na orla e bairros adjacentes, onde há muita movimentação de turistas.

Asfalto da estrada do Queimado sumiu

Foto: Bruno Lyra

Pavimentada pelo Governo do Estado ao entregar a obra do Centro de Detenção Provisória da Serra, a estrada de acesso ao sítio histórico do Queimado já não tem mais asfalto em diversos trechos.

No lugar do pavimento, que aparentemente foi retirado após se deteriorar ao ponto de ficar repleto de crateras, foi jogado terra e cascalho. Após inaugurada, a estrada foi repassada a Prefeitura do município.

A reportagem questionou a Prefeitura se há planos para recuperação da via, que além do CDP e das ruínas da Igreja do Queimado, liga a Serra-Sede à Rodovia do Contorno de Vitória (BR 101) passando por áreas rurais do município na região do Mestre Álvaro. Mas não obteve retorno. A região também tem uma pedreira, propriedades rurais e faz parte do circuito turístico de Garanhuns.     

Faixa de pedestres apagada em frente a escola deixa alunos em risco

Morador reclama de faixa de pedestre apagada. Foto: Divulgação

Uma foto enviado pelo internauta Saulo Alves, através do nosso WhatsApp, mostra a situação da faixa de pedestres que fica em frente a Escola Estadual Virginio Pereira, na Avenida Edvaldo Lima, em Nova Almeida.

Saulo reclama da faixa de pedestres que está apagada, o que coloca a vida dos estudantes e moradores em risco. “Gostaria de pedir ao DER-ES que fizesse a pintura da faixa que está apagada. Queremos garantir a segurança dos alunos e pedestres”, afirma.

A coluna entrou em contato com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES) que informou que o reforço na pintura da faixa está previsto para o mês de dezembro.

Morador denuncia descarte irregular de lixo em Parreiral

Segundo o morador, o descarte acontece rotineiramente. Foto: Divulgação leitor

Um leitor que não quis se identificar, denunciou uma situação que, segundo ele, acontece rotineiramente, no bairro Chácara Parreiral. O problema acontece na rua Projetada, que dá acesso a rodovia ES 010, via que fica atrás do condomínio Caminho do Mar.

“Um carro vermelho está sempre trazendo entulhos e jogando no terreno localizado atrás do nosso condomínio, se não bastasse, tem ainda uma pilha de pneus. Isso pode trazer dengue para nossa redondeza”, conta o morador do condomínio que pondera ainda que os entulhos irão atrapalhar a vegetação do córrego Laranjeiras que corta o terreno onde os rejeitos são jogados.

Para quem não conhece o córrego Laranjeiras nasce próximo ao Parque da Cidade, deságua no mar de Manguinhos e é uma das principais micro-bacias da Serra.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que o morador pode denunciar o descarte irregular de entulhos por meio do WhatsApp (99976-2595), encaminhando fotos e vídeos de flagrantes de irregularidades. O anonimato será garantido.

Disse ainda que a punição para quem é pego em flagrante descartando entulhos em lugares irregulares varia de R$ 50 a R$ 30 mil. O proprietário também pode ter o veículo apreendido e ter que responder por crime ambiental. A Secretaria de Serviços informa também que uma equipe irá ao local realizar uma nova limpeza da área.

 

Rua em Anchieta II às escuras há mais de um mês

Situação da rua Sergipe, em José de Anchieta II. Foto: Divulgação

Em José de Anchieta II, na rua Sergipe, os moradores estão tendo que conviver com uma tremenda escuridão. Isto porque, há 35 dias a via esta sem iluminação pública o que tem causado transtornos para quem reside no local, pois a situação deixa o local perigoso.

“Queríamos uma solução. Porque a gente liga para EDP que joga para Prefeitura, que por sua vez, joga para EDP. Pagamos pelo serviço, queremos nossa rua iluminada”, reclama o morador Jessé Ferrari.

A reportagem entrou em contato com a EDP que disse que a iluminação pública, tanto sua manutenção como a expansão do sistema, é de responsabilidade da prefeitura municipal.

 Já a Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Serviços já solicitou à EDP que atenda a solicitação dos moradores.

Usuários do transcol reclamam de superlotação nas linhas 883 e 884

Transcol lotado

Passageiros do Transcol sofrem com ônibus lotados. Foto: Arquivo TN

Ônibus lotados. Quem tem que pegar as linhas do transcol 883 que faz Terminal de Laranjeiras x Praia de Carapebus e 884 Terminal de Laranjeiras x Bicanga tem sofrido com a superlotação dos coletivos que atendem esses bairros.

As duas linhas saem de seus respectivos destinos e fazem o itinerário de outros quatro bairros Novo Horizonte, Cidade Continental, Jardim Limoeiro e Laranjeiras.

O usuário Deneer Barbosa que utiliza as linhas todos os dias reclama da situação. “É um descaso. Nos horários das 17 às 19 horas, o ônibus sai de 30 em 30 minutos e quando vem, tem gente que não consegue entrar no ônibus para ir ao seu destino, pois já está lotado. Infelizmente isso acontece no horário de pico, pois é o horário que as pessoas estão saindo do serviço. Precisamos de uma oferta maior de coletivos nestes horários. Esta é uma situação que acontece há muitos anos. Já pedimos, já reclamamos e não fomos atendidos”, reclama.

A reportagem entrou em contato a assessoria de comunicação da Ceturb-ES que informou por meio de nota que já está discutindo com as lideranças comunitárias de Praia de Carapebus e Bicanga sobre as necessidades de ajuste de oferta nessas duas linhas.

Morador reclama de esgoto jorrando próximo a escola

O problema foi resolvido na manhã desta quarta-feira (19). Foto: Divulgação leitor

Esgoto vazando em frente a residências. Esta era a situação da rua Dr. Almir Neves, no bairro Nossa Senhora Conceição, região da Serra-sede, que desde a última terça-feira (18) estava sofrendo com o problema.

A reclamação é do morador Maxwel Cabral Carvalho que disse que o mau-cheiro era insuportável. “Registramos vários protocolos e não conseguimos retorno da Cesan. O problema acontece próximo a escola Herbert de Souza”, conta.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Cesan que disse que a empresa enviou uma equipe técnica ao local, na manhã desta quarta-feira (19), atendendo à solicitação de serviço registrada na terça-feira (18). Foram encontrados na rede de esgoto volumes consideráveis de acúmulo de resíduos e de gordura.

Disse ainda por meio de nota que a Companhia alerta que descartar lixo na rede coletora causa entupimentos e rompimentos de rede, provocando o retorno do esgoto para dentro dos imóveis ou extravasamentos nas ruas e nos poços de inspeção (local onde é feita a manutenção e limpeza das redes).

Quanto à gordura, é necessário separar o óleo usado e destinar às cooperativas ou a alguém que produza sabão ou detergente com este rejeito. Além disso, cada imóvel deve ter caixa de gordura e os responsáveis precisam fazer manutenção e limpeza periódicas para evitar transtornos.

Morador cobra limpeza de valão na região da Serra-Sede

A moradora denuncia que o valão não é limpo há cerca de seis meses. Foto: Divulgação leitor

Imagine viver ao lado de um valão? Agora imagine esse valão sem receber limpeza? Na comunidade de Santo Antônio, região da Serra-Sede, este tem sido um problema: mau cheiro, mosquito e animais mortos em meio ao córrego Dr. Róbson, que é um dos riachos alimentadores da lagoa Juara.

Quem reclama da falta de limpeza do valão é a moradora Eliana Lemos de Oliveira, que reside no local há mais de dez anos. “A situação está ficando cada dia pior. Rato morto, cachorro morto, muito urubu. Um mau cheiro insuportável. Minha casa fica atrás dessa podridão e fica até difícil para almoçar”, queixa-se.

O córrego, passa pela rua dos Estudantes, poucos metros antes da entrada de um dos cartões postais da cidade, o Jardim Botânico.

Segundo Eliana, em dias de sol, o problema é ainda pior, pois o fedor sobe e invade as casas. “Antes a Prefeitura limpava de mês em mês, agora não sei o que aconteceu, porque tem muito tempo que ninguém vem aqui fazer uma limpeza. O problema só não é ainda maior, porque os próprios moradores fazem uma manutenção no sentido de tirar animais mortos pelo menos. Alguns até capinam as margens do córrego”.

A Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Serviços faz limpeza do valão constantemente, conforme o cronograma de trabalho. Uma nova limpeza será realizada nos próximos 15 dias. A orientação é que os moradores colaborem e não façam o descarte irregular de lixo no local.

Morador cobra calçada cidadã em frente a escola municipal

A calçada da escola municipal Julite Miranda não segue os padrões exigidos pela Prefeitura da Serra, que vem notificando moradores e comerciantes para se adequarem. Foto: Divulgação

O morador de Nova Almeida, Saulo Alves, enviou um questionamento para a redação do Tempo Novo.

“Em casa de Ferreiro… calçada da escola municipal Julite Miranda Freitas, em Nova Almeida: não há rampas, e nem os blocos vermelhos. A Prefeitura da Serra atuou os moradores e comerciantes de toda cidade para adequação/construção da calçada cidadã, passivo a multa caso não haja cumprimento. Porém, algumas calçadas irregulares pertencem a órgãos ou repartições públicas e não há sinais de obras. Gostaria de saber se a prefeitura autua ela mesma em caso de irregularidades e quando ela irá padronizar as calçadas de escolas, postos de saúde e praças públicas”, questiona o leitor do TN.

Atendendo ao pedido de Saulo, a reportagem procurou a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria de Obras informa que uma equipe irá ao local nos próximos dias avaliar a calçada para realizar a adequação.

Ratos invadem Hélio Ferraz e morador pede socorro

Prefeitura promete desratização para setembro. Foto: Divulgação

Em Hélio Ferraz, os moradores estão preocupados com a quantidade de ratos que estão aparecendo na região. Segundo a leitora, Simone Almeida, que reside na rua Rio Ipiranga os roedores costumam aparecer no entardecer e pessoas que moram em ruas vizinhas também reclamam do problema.

“É muito rato e tem uns enormes, criados mesmo. Meus vizinhos estão desesperados também. Estamos sendo invadidos”, relata.

A Prefeitura da Serra disse que possui cronograma para a desratização. O bairro foi visitado em maio e receberá nova visita no início de setembro. Durante a visita, os locais estratégicos são inspecionados e são colocadas iscas nos bueiros, além do trabalho de educação em saúde.

Um dos alertas feitos pelos agentes é  sobre o acúmulo de lixo e de entulhos pelos moradores, entre eles garrafas, latas e pneus, que, além de oferecerem abrigo para ratos, também colaboram para o surgimento de focos do mosquito da dengue.

A Vigilância Ambiental em Saúde solicita que as pessoas não deixem à mostra alimentos de animais domésticos e que recolham a comida logo após a alimentação dos bichos. Outra dica é evitar o acúmulo de entulhos e objetos sem uso, pois eles costumam servir de abrigo para os ratos. Além disso, o lixo doméstico deve ser acondicionado corretamente e despachado para coleta próximo ao horário de recolhimento para evitar sua exposição nas ruas.

Morador pede poda de árvore em rua de Porto Canoa

A árvore fica na Tico Tico. Foto: Divulgação

O morador, Ricardo Chaves, da rua Tico Tico em Porto Canoa pede que o município faça a poda de uma árvore que fica próximo a casa de número 111. Segundo ele, ajuda a escurecer a rua a noite, deixando o ambiente mais propício para ação de bandidos.

“Estamos fazendo esse pedido há algum tempo e ainda não fomos atendidos”, reclama.

A Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Serviços da Serra informa que uma equipe irá ao local realizar a poda da árvore na próxima semana.

 

Lixão em São Diogo atormenta moradores

Um lixão que se formou no meio da Avenida Carapebus em São Diogo II está atormentando a comunidade. O morador AsafeMagnago afirma que empresas da região estão jogando entulho e todo tipo de resíduo no local. A Prefeitura da Serra informou que o local já foi limpo, mas os infratores voltam a despejar entulho de forma ilegal.Disse ainda que uma nova limpeza no local será programada, mas não deu prazo.

Mais lixo. Um outro espaço que está sendo utilizado na cidade para descarte irregular de lixo é a praça que fica entre as ruas José de Alencar e Luiz Vaz de Camões em Laranjeiras. Moradores reclamam que o local está ficando cheio de lixo e pedem uma fiscalização da prefeitura para impedir esse tipo de ação. A Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Serviços da Serra irá enviar uma equipe ao local para realizar a limpeza e a avaliação da praça.

Com autorização pode? Um leitor do TN enviou uma foto que mostra um poste de iluminação cheio de anúncios fixados. O popular reclama que a situação se repete em toda cidade e pediu uma explicação da prefeitura para saber qual penalização os vândalos recebem. A assessoria de comunicação da Prefeitura da Serra disse para a coluna que é proibida a fixação de cartazes em pontos de ônibus, postes e monumentos públicos, sem autorização prévia. A pergunta que fica é: será que com autorização pode?

Leitor reclama de orelhões sem funcionar em diversos pontos da Serra

 

Orelhões quebrados e sem funcionar em diversos bairros da cidade. A reclamação é do leitor Janio Leones que pede providências da operadora de telefonia OI, empresa responsável pela manutenção dos telefones públicos.

Segundo Janio,  num giro pelo município ele percebeu que existem problemas no orelhão que fica próximo ao Parque da cidade, no Parque Residencial Laranjeiras e também no aparelho que fica em frente a Igreja Evangélica Vida, no mesmo bairro.

“Andei mais um pouco e percebi que o problema se repete em Bicanga, onde três telefones estão sem funcionar: próximo a banda de revista, ao quiosque do Ligeirinho e ainda no ponto final. Esses telefones são de utilidade pública, precisam estar em bom estado de funcionamento para caso um cidadão precise usar numa emergência”, reclama.

Janio também constatou um telefone público sem funcionar em Cidade Continental, na rodovia que vai para Bicanga.

A reportagem entrou em contato com a operadora OI, que disse que enviará uma equipe aos locais indicados pelo leitor e que  serão tomadas as medidas necessárias para a realização dos reparos no menor prazo possível.

Moradores de Pitanga se unem e reformam campo da comunidade

Morador pinta meio fio do campo. Foto: Divulgação

Depois de limpar a praça, a creche e até mesmo a entrada do bairro, moradores de Pitanga novamente botaram a mão na massa. Desta vez, o trabalho voluntário do pessoal foi para melhoras as condições do campo Bom de Bola da comunidade.

Segundo líder comunitário Luiz Henrique, popularmente conhecido como Zica, foram colocadas redes de proteção para que a bola não voasse para fora da quadra em dias de jogo.

“Fizemos o arremate com a rede até o topo para segurar a bola dentro do campo, também soldados parte do alambrado que estavam quebradas e ainda demos uma pequena pintura no meio fio que envolve o campo”, destaca o presidente da Associação de Moradores de Pitanga acrescentando que para a realização dos serviços contou com a ajuda da empresa Sobrita Industrial.

Esgoto jorra há 15 dias e prejudica moradores em Jacaraípe

O esgoto estava vazando na rua Sete. Foto: Divulgação

Por meio do WhatsApp do Tempo Novo, um morador do bairro Acréscimo das Laranjeiras/Magistrado, região de Jacaraípe reclamou de um esgoto jorrando a céu aberto há cerca de 15 dias. O problema estava acontecendo na rua Sete, e segundo ele, quem mora no local estava tendo que conviver com o mau cheiro.

A denúncia foi do presidente da Associação de Moradores, Pedro Ferrera. Segundo ele, foram feitos vários pedidos de conserto para Secretaria de Serviços, mas nenhuma providência havia sido tomada. “O problema existe há 15 dias e até agora nada de providência. É uma fossa que botaram o cano para rua e está entupido, jogando merda para a rua toda. Os carros ficam fedendo. É um mau cheiro insuportável”, reclama.

A Prefeitura disse que esteve no local resolvendo o problema. Foto: Divulgação

A reportagem atendeu ao pedido da comunidade e entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que a Secretaria Municipal de Serviços da Serra (Sese) esteve no bairro Acréscimo das Laranjeiras nesta sexta-feira, dia 8, e realizou a limpeza e desobstrução do local. 

Novela da calçada…

O Governo do Estado anunciou na última semana que vai construir a calçada cidadã no entorno do Terminal de Laranjeiras e no de Carapina, mas a tão sonhada calçada do hospital Dório Silva parece que continua sem prazo para ser construída. Isso porque, a Secretaria de Estado da Saúde disse que e o processo de licitação do serviço ainda está em andamento. O que resta é esperar as cenas dos próximos capítulos.

União faz a força…

Uma comunidade do município que sempre vem realizando mutirões para melhorias no bairro é Pitanga. Desta vez, a associação de moradores resolveu tampar um buraco que tinha cedido próximo ao lado de um bueiro da rua Miguel José. O problema aconteceu em uma via movimentada e os moradores ficaram com medo de alguém se acidentar no local, com isso o presidente do bairro, Luiz Henrique (Zica) contratou um pedreiro para realizar o serviço.

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por