Cerco apertado contra dengue, zika e chikungunya | Portal Tempo Novo

Serra, 17 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 23 de novembro de 2018 às 9:20

Cerco apertado contra dengue, zika e chikungunya


 

 A Prefeitura disse que faz visitas domiciliares a locais estratégicos com o intuito de combater o mosquito. Foto: Divulgação

Durante os períodos de chuva e calor, o aumento de mosquito nas cidades já é algo esperado. E para combater a proliferação deles, especialmente do Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, a Prefeitura da Serra afirma que intensificou ações. Também pede a colaboração da população. 

De acordo com a secretaria Municipal de Saúde da Serra, há rotina de circulação do carro fumacê e do UBV pesado, colocação de larvicidas nas valas e córregos, além de aplicação de inseticida com bomba costal. Além disso, são feitas atividades de educação em saúde e visitas domiciliares a locais estratégicos (borracharias, floriculturas, ferros-velhos, entre outros).

A Prefeitura também afirma ter o maior número de armadilhas contra a dengue instaladas do Estado. No total, já foram instaladas mais de 1.100 equipamentos. Mesmo com as ações de combate, a Secretaria de Saúde faz o alerta para a população e pede que os moradores fiquem engajados em combater focos do mosquito dentro de casa e no quintal.

Os moradores ainda podem contribuir denunciando locais onde há focos. Não é preciso se identificar, basta apenas ligar para o 3228-5394. Nesse telefone o morador também solicita visitas domiciliares, telagens de caixa d’água, orientações relacionadas à dengue, entre outros serviços.

A Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) da Serra mantém os serviços de Disque-Dengue de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Alerta para quem teve contato com alagamento

Com as fortes chuvas que ocorreram nas últimas semanas, a Secretaria de Saúde também alerta que se algum morador teve contato com chuva ou lama em algum local, deve ficar atento aos sinais: febre, dores musculares, náuseas, vômito e dor de cabeça. Contato direto com a água pode causar doenças como leptospirose, hepatite A, febre tifoide e diarreia.

No caso desses sintomas, a pessoa deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência. A Prefeitura da Serra ainda pede que a população evite contato com a água e a lama de enchentes ou esgoto, caso aconteça algum alagamentos em alguma região da cidade.

Vale lembrar que durante as chuvas das últimas semanas, a Defesa Civil da Serra registrou poucos pontos de alagamentos e alguns acúmulos de água em vias da cidade, que acabou tendo menos problemas que as vizinhas Cariacica, Vila Velha e Vitória.

 




O que você acha ?

Você concorda com a saída de Cuba do Mais Médicos?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por