Com a matança em queda | Portal Tempo Novo

Serra, 22 de agosto de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Mestre Álvaro

por Eci Scardini

Serra, 11 de janeiro de 2019 às 8:33

Com a matança em queda


Por Bruno Lyra

A Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) divulgou na última semana o número de assassinatos em todo o Estado e também por município no ano de 2018. E apesar de ainda manter a liderança em números absolutos com 187 casos, a Serra teve recuo de 40% e pela primeira vez em 23 anos não lidera os percentuais de homicídios, medidos a cada grupo de cem mil habitantes. Com taxa de 36,2, a cidade ficou atrás de Linhares, São Mateus e Cariacica.

Nos últimos anos, os dados oficiais vêm apontando queda de assassinatos da Serra, mesmo com o pico de casos durante a greve da PM em fevereiro de 2017. Curioso é o fato da queda acontecer num momento de retração econômica, onde além da crise nacional sentida com força a partir de 2014, o Espírito Santo sofreu com a paralisação da Samarco (2015), desinvestimentos da Petrobrás, mudança nas regras de distribuição dos royalties, fim do Fundap e superseca. Locomotiva da economia capixaba, a Serra sentiu o baque.  Tudo isso conjugado com a precarização paulatina da assistência social. Enfim, um extenso contexto de empobrecimento, que quase sempre vem acompanhado de mais tensão social.

Mais do que crise conjuntural, a cidade não tem neste período nenhum grande projeto que gerasse crescimento populacional por imigração, tal como aconteceu nas décadas de 1970 e 1980 com a implantação da Vale do Rio do Doce (Vale) e CST (ArcelorMittal Tubarão), além dos Civits I e II. Crescimento que seguiu com a expansão das duas gigantes da siderurgia no início do séc XXI e com o boom imobiliário.  

O comando da PM na cidade, diz que uma das explicações para a queda dos homicídios nos últimos anos é a apreensão de armas de fogo ilegais, estatística em que a Serra é líder. E também o foco na prisão de homicidas que atuavam nos bairros com maior histórico de assassinatos. Faz sentido.

Há também que se considerar a estruturação da Guarda Civil Municipal. A presença dos agentes na rua pode ajudar a reprimir ações criminosas.  Outras ações do município como melhoria da infraestrutura urbana em bairros e regiões mais vulneráveis também não podem ser desprezadas como inibidoras da matança. Até a expansão da segurança privada e a proliferação formal e informal de videomonitoramento somam nesse cenário.

Resta saber se menos violência irá redundar na atração de novos investimentos e oportunidades para a Serra.




O que você acha ?

Como você avalia o trabalho da Guarda Municipal da Serra?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por