Disputa na Câmara dificulta empréstimo milionário para cidade | Portal Tempo Novo

Serra, 22 de outubro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Política

Serra, 4 de Maio de 2018 às 10:06

Disputa na Câmara dificulta empréstimo milionário para cidade


Eleições da Câmara da Serra seriam um pano de fundo da disputa entre grupo de Rodrigo Caldeira e base aliada do prefeito Audifax. Foto: Tom Paparazzy

Yuri Scardini

Com as instabilidades na Câmara da Serra, as disputas políticas vêm atropelando a agenda administrativa do município, podendo até atrapalhar um empréstimo junto a Caixa no montante de R$ 100 milhões. Isso porque, vereadores da base aliada do prefeito Audifax Barcelos (Rede) acusam o atual presidente da Casa, Rodrigo Caldeira (Rede), de “engavetar” um projeto de lei de autoria do poder Executivo que promove alterações no formato de contrapartidas dos empréstimos, atendendo a uma exigência do Governo Federal.

O projeto de lei nº 74/2018 foi protocolado no último dia 24 de abril em caráter de regime de urgência especial, segundo o site da Câmara. O documento traz adaptações na lei que autorizou a Prefeitura a contrair um empréstimo de R$ 100 milhões junto a Caixa Econômica Federal (nº 4748/2018), adotando o FPM e o ICMS como garantias. Adaptações essas que foram exigidas pela Controladoria Geral da União. Segundo os vereadores da base, a Prefeitura já recebeu o comunicado de liberação do recurso, faltando apenas essa alteração na lei.

Os parlamentares argumentam que as diferenças políticas entre a base e o grupo de oposição que controla a Mesa Diretora tem dificultado a tramitação do projeto. Os vereadores tinham a expectativa de ser colocado em pauta na última quarta-feira (02), mas teriam sido informados pelo presidente Caldeira, de quer não entraria em pauta.

“O Executivo sinaliza que o valor está liberado, só depende dessa adaptação. Esses recursos vão para drenagem e pavimentação em 14 bairros, Arena Riviera com um complexo cultural e várias outras”, explica o vereador Alexandre Xambinho (Rede).

Segundo o vereador Cabo Porto (PSB), essa demora na tramitação da matéria tem fundo político. “A gente vê a Mesa Diretora atual engavetando um projeto importantíssimo para a cidade, por conta da eleição interna da Câmara. Se continuar assim vão atrasar os investimentos para a cidade, porque temos limitações devido aos prazos do período eleitoral, a partir de agosto o prefeito não poderá dar ordem de serviço e pode ficar só para depois de outubro e atrasar o desenvolvimento da cidade, pois ainda tem etapas burocráticas como as licitações” disse Porto.

“Incompetência dos assessores”

A reportagem procurou o presidente Rodrigo Caldeira e o primeiro Secretário da Mesa, Roberto Catirica (PHS), mas não houve retorno. Já o vereador Aécio Leite, aliado do grupo de Caldeira subiu o tom. “A culpa não é dos vereadores, pois é a terceira vez que o projeto volta pra Câmara com erros. A culpa é da incompetência dos assessores do prefeito. O projeto chegou ontem (02) à Câmara, e o secretário, vereador Catirica (PHS), vai enviar pra análise das comissões e colocar pra votar. Os projetos na Câmara agora seguem na tramitação normal” disse.

 

 

 




O que você acha ?

Você já brigou com amigos e familiares por conta de política?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por