Eco 101 acima de todos | Portal Tempo Novo

Serra, 21 de maio de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Mestre Álvaro

por Eci Scardini

Serra, 17 de maio de 2019 às 9:34

Eco 101 acima de todos


Por Bruno Lyra

Depois de tantos anos de expectativa, o Contorno do Mestre Álvaro pode sair do papel. Mas ficará de mão beijada para a Eco 101, uma vez que os R$ 290 milhões previstos para a nova via sairão dos cofres públicos; e com isso, conforme contrato de concessão do trecho capixaba da BR 101, será transferido à Eco. Empresa que, por sua vez, aumentou o pedágio em 43% nos últimos cinco anos, mas só duplicou 15,5 km dos mais de 200 km que já deveria ter feito, segundo a Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT).

A expectativa é de que o Contorno do Mestre Álvaro melhore a mobilidade e a qualidade de vida na Serra, uma vez que vai tirar – aponta o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) – cerca de 30% do tráfego no trecho urbano da BR 101 na Serra, entre o Jacuhy e Belvedere. Com os 18 km da nova via, que já será entregue duplicada e com ciclovia, a estimativa é de redução em 40 minutos da viagem para quem está só de passagem pelo município.

A tendência é que o trecho urbano da BR 101 seja municipalizado; a prefeitura, inclusive, já demonstrou interesse. Entretanto, quer que Eco 101 e DNIT entreguem o respectivo trecho em boas condições,  o que inclui a construção do trevo de Cidade Pomar, dentre outras melhorias. Mais do que justo, uma vez que a concessionária receberá, sem custo para ela, o Contorno do Mestre Álvaro novinho em folha para explorar.

Contorno que deverá abrir a penúltima frente de expansão urbana da Serra, a porção oeste do Mestre Álvaro, que inclui as regiões de Queimado, Aroaba, Calogi, Muribeca, além de incrementar o mercado imobiliário no entorno da sede do município. Sobrará como flanco rural apenas a região de Putiri, encravada entre Serra Sede e Nova Almeida.

Boa parte do Contorno passará sobre uma área de grande riqueza e sensibilidade ambientais: a zona de alagados e turfas do corredor Ecológico Duas Bocas – Mestre Álvaro. Espera-se que a obra gere contrapartidas para a preservação da natureza que sobrará após tamanho impacto, incluindo maior preservação do próprio Mestre Álvaro, passagens para fauna silvestre, sistema de drenagem que dê conta das periódicas cheias na região e não piore as inundações nos polos industriais Jacuhy, Piracema, Tims e nos bairros Jardim Tropical, Central Carapina, Cantinho do Céu e José de Anchieta II.




O que você acha ?

Você é a favor do corte do Governo Federal de 30% na educação?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por