Estacionamento do Pró Cidadão é dor de cabeça para usuário e servidor | Portal Tempo Novo

Serra, 12 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 24 de julho de 2018 às 18:55

Estacionamento do Pró Cidadão é dor de cabeça para usuário e servidor


 

Carro preso por outros veículos na manhã desta terça-feira (24): situação que vem ocorrendo com frequência. Foto: Divulgação

O estacionamento do Pró Cidadão, espaço gerido pela Prefeitura da Serra em Portal de Jacaraípe onde funcionam diversos órgãos públicos, tem gerado muita dor de cabeça para quem precisa por ali o seu veículo.  É que além das demarcações das vagas estarem praticamente apagadas, alguns motoristas acabam estacionando em local impróprio e literalmente prendem outros veículos.

Foi o que aconteceu com o morador da Serra Sede, Romério Vitorino, que precisou usar a agência do Sine para dar entrada no seguro-desemprego na manha desta terça – feira (24). “Cheguei às 5h e 45 e às 8h e 20 já tinha finalizar o que tinha de fazer ali. Quando fui pegar meu carro no estacionamento percebi que ele estava preso por outros veículos. Tive que esperar até 10h e 30, isso ainda porque um motorista que estava ao lado fez o favor de tirar o carro dele e com muito trabalho consegui sair”, conta.

Romério disse ainda que servidores e outros usuários frequentes do Pró Cidadão relataram a ele que situações como essa tem sido comuns. “Me contaram que na 2ª feira (23) outro motorista teve o carro preso igual aconteceu comigo. Só que este motorista ficou nervoso e por pouco não teve uma briga feia”, relata.  

Um servidor municipal que trabalha no Pró Cidadão, e que pediu para não ter o nome divulgado por temer perseguição, disse que além da falta de sinalização o estacionamento também carece de fiscalização. Segundo ele não estão sendo respeitadas as vagas de deficientes e idosos, além da insistência de alguns motoristas em parar o carro em lugares de passagem de outros veículos. E sem contar as motos estacionadas em espaços para automóveis.

“Há servidores que chegam e tem que escolher entre achar vaga para o carro ou bater o ponto no horário correto tal a confusão nesse estacionamento”, acrescenta.   

Diariamente há grande fluxo de pessoas no local, entre servidores públicos e usuários, além de profissionais do Senac. No Pró-Cidadão funcionam as Secretarias Municipais de Trabalho, Emprego  e Renda (Seter), de Saúde (Sesa) e Defesa Social (Sedes).

Procon, Sine, Polícia Civil para emissão de carteira de identidade, Perícia Médica de Servidores, Regional Fiscal da Secretaria de Fazenda, Protocolo Geral, Farmácia Cidadão também atendem ali. No espaço ainda há o Espaço do Empreendedor além de cursos do Senac oferecidos via Seter.

 

Prefeitura diz que não pode

multar, mas promete melhorias

Através de nota enviada por sua assessoria de imprensa,  a Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sead) explica que está ocorrendo uma falta de vagas no estacionamento do Pró-Cidadão momentaneamente, principalmente pelo trabalho desenvolvido pela prefeitura, por meio da Secretaria de Emprego e Renda (Seter). Em parceria com o Sistema S, a secretaria está ofertando um número grande de cursos profissionalizantes dentro de caminhões e carretas específicas para este tipo de treinamento que estão no estacionamento.

“Além disso, o grande número de moradores que utiliza diariamente os serviços ofertados pela PMS no Pró-Cidadão, bem como de servidores que usam o estacionamento, contribuem para a falta de vagas. Já desenvolvemos um trabalho educativo na utilização deste espaço, de forma democrática, sem privilégios, mas infelizmente ocorrem situações de veículos estacionados em desacordo as boas regras de convivência e cidadania, atrapalhando o fluxo normal de entrada e saídas de veículos”, explicou o secretário de Administração e Recursos Humanos, Alexandre Viana.

O secretário frisa ainda que um estudo para revitalização da sinalização horizontal já está sendo desenvolvido, mas efetivamente só poderá ser iniciada após a saída dos caminhões e carretas utilizadas para qualificação de nossos moradores. “Vale ressaltar ainda que a má utilização deste espaço público não pode ser imputada à sinalização hoje existente”, pontuou Viana.

Por fim a assessoria disse que por ser uma área particular, os agentes de trânsito não podem aplicar multas.




O que você acha ?

Você concorda com a saída de Cuba do Mais Médicos?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por