Extração ilegal de palmito e caça degradam Mestre Álvaro | Portal Tempo Novo

Serra, 19 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 23 de novembro de 2018 às 10:21

Extração ilegal de palmito e caça degradam Mestre Álvaro

Por Ana Paula Bonelli
[email protected]

Homem flagrado com palmito extraído na região do bairro Jardim Tropical. Foto: Divulgação

Extração de palmito e caçadores estão fazendo a festa dentro da Área de Proteção Ambiental (Apa) do Mestre Álvaro, na Serra.  A denúncia é do ambientalista Junior Nass, que conta que no último final de semana, homens foram flagrados e fotografados carregando palmito que foram extraídos no monte Mestre Álvaro. Além disso, o ativista reclama da presença constante de caçadores na região e reclama da falta de fiscalização por parte da Secretaria de Meio Ambiente da Serra (Semma), responsável pela gestão da Apa.

“É um problema que acontece em todas as trilhas do Mestre Álvaro. A caça é um escárnio, ocorre dentro de toda a Apa. Já escutamos tiros, fotografamos pessoas com armamento. Achamos canhão de fogo (tipo de armadilha) para matar animais, esconderijos com pólvora e cartucho. Denunciamos, pedimos a Semma para fazer uma ação no Mestre e até hoje só promessa. Em Pitanga, continua os caras morando lá em cima, sujando”, desabafa Nass.

O ativista acrescenta que não é só a preservação, mas a visitação é prejudicada com a situação. “Como você leva uma criança no Mestre com o risco de se deparar com um caçador armado no meio da trilha? Tem caçador de passarinho, tem assaltante, tem tudo e ninguém faz nada. Até o plano de manejo não foi colocado em prática. Vejo muitas ações na Jacuném, na Juara, aplaudo, mas no Mestre não fazem, a Guarda Florestal nem entra lá dentro”, fala o ativista.

Em nota, a assessoria de imprensa da Semma disse que o órgão vai ampliar o monitoramento da área, com a ajuda da Polícia Ambiental. E que denúncias podem ser feitas à fiscalização pelos telefones 99951-2321/ 0800 2839780.

A Apa Mestre Álvaro recentemente foi reduzida de 3.740 hectares para 2.389 mil hectares. O ponto mais alto do morro possui 833 metros de altitude.  




O que você acha ?

Você vai passar o Réveillon na Serra?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por