Frente parlamentar vai investigar contrato milionário do esgoto na Serra | Portal Tempo Novo

Serra, 22 de agosto de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 14 de agosto de 2019 às 9:36

Frente parlamentar vai investigar contrato milionário do esgoto na Serra

Por Vilson Vieira Jr
[email protected]

Estação de tratamento de esgoto de Eldourado. Foto: Bruno Lyra

Estação de tratamento de esgoto de Eldourado. Foto: Bruno Lyra

A Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) está de olho nos serviços prestados e investimentos executados pela Parceria Público Privada (PPP) Cesan/Ambiental Serra, atuante no município desde 2015 e motivo de muitas reclamações da população. Vale lembrar que o morador que tem esgoto ligado na rede passa a pagar 80% a mais na conta de água.

Para tratar do assunto, foi criada a Frente Parlamentar de Fiscalização de Obras de Coleta e Tratamento de Esgoto na Grande Vitória, que em sua 4ª reunião vai abordar questões do saneamento enfrentadas pela Serra. Os debates vão reunir representantes da Cesan/Ambiental Serra, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Câmara de Vereadores e associações de moradores. Será nesta quinta-feira (15), às 17h, no plenário da Ales, Enseada do Suá, em Vitória.

“Abrimos essa frente para acompanhar e fiscalizar as obras de saneamento na Grande Vitória. A respeito da Serra, vamos conhecer o contrato e investigar como ele está sendo executado, o que precisa ou falta ser feito. Queremos ter a certeza de qual é a perspectiva de cumprimento do que foi firmado”, explica o deputado estadual Fabrício Gandini, presidente da Frente Parlamentar.

Peixes mortos na lagoa Juara em setembro de 2016: entre as causas está a poluição. Foto: Arquivo TN

De acordo com Gandini, a intenção é, num primeiro momento, ouvir os atores envolvidos na área do saneamento básico e fazer um diagnóstico completo da situação. No entanto, a Frente Parlamentar já tem uma breve ideia da realidade vivida no município quanto ao tratamento e destinação do esgoto.

“Sobre a Serra, sabemos que há uma reclamação grande sobre o trabalho realizado pelo consórcio Cesan/Ambiental Serra, que não está havendo um cumprimento integral. Mas vamos fazer um primeiro diagnóstico a partir da reunião para que possamos tomar as medidas posteriores. Nossa intenção é ter um plano de ações para saber, minimamente, quando a Grande Vitória ficará livre dessa mazela”, salienta o deputado.

Sobre quais medidas podem ser tomadas a partir da avaliação desses serviços, Gandini disse que todas as ações e encaminhamentos necessários serão adotados após os diagnósticos feitos com as reuniões, e que os órgãos de controle, a exemplo do Ministério Público, podem ser acionados.

O deputado Fabrício Gandini é o presidente da frente parlamentar. Foto: Tati Beling

Além da Serra, a Frente Parlamentar já abordou os serviços de saneamento básico de Vitória e Cariacica.

Histórico de multas

Desde 2015, a Ambiental Serra é a parceira privada da Cesan e, de acordo com a Prefeitura da Serra, de lá para cá já foram aplicadas ao consórcio de saneamento 51 multas por poluição, que totalizam R$ 4,5 milhões. As infrações estão ligadas ao descarte irregular de esgoto, impactando comunidades, mananciais e locais protegidos por lei. A empresa é a responsável pelo serviço de coleta, tratamento e descarte de esgoto, com valor contratual de R$ 628 milhões e vigência de 30 anos.




O que você acha ?

Como você avalia o trabalho da Guarda Municipal da Serra?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por