Serra, 20 de Fevereiro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 9 de Fevereiro de 2018 às 9:42

Lama, febre amarela e pedreiras aumentam risco de extinções no ES  


 

Situação da foz do rio Doce e do mar no final de 2015. Foto: Marcelo Lourenço/ Arquivo Pessoal

Lama da Samarco (Vale + BHP), febre amarela, expansão urbana e extração de rochas ornamentais. Essas são situações que devem aumentar a lista de animais e plantas ameaçados de extinção ou mesmo extintos do território capixaba. A afirmação é do pesquisador do Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA), Claúdio Nicoletti de Fraga, que está coordenando o projeto de atualização das espécies ameaçadas de extinção no Estado.

O estudo está sendo realizado pelo INMA com recursos de R$ 460 mil repassados pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) através do Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) . E deve gerar a lista até o fim do ano.

“É uma reavaliação da lista feita em 2005. Será feito levantamento das coleções do Museu Melo Leitão (em Santa Teresa, onde está o INMA), que tem acervo de 120 mil exemplares na coleção zoológica e 52 mil na botânica. E os acervos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro e da USP. Serão feitas incursões de campo em áreas com impacto ambiental, o cruzamento das informações vai gerar a lista”, explica.

Segundo Cláudio, os recentes eventos da febre amarela nos macacos e a lama da Samarco são ruins, mas ele considera a expansão urbana e a extração de rochas ornamentais mais graves por serem progressivos e permanentes.




O que você acha ?

Você é a favor do auxílio moradia para juízes?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por