Serra, 19 de junho de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Cidade

Serra, 11 de Janeiro de 2018 às 10:57

Laranjeiras tem nova confusão entre camelôs e fiscais da Prefeitura


A ação aconteceu na tarde da última quarta-feira (10). Foto: Divulgação Leitor

Ana Paula Bonelli

A polêmica entre vendedores ambulantes da avenida Central de Laranjeiras e Prefeitura da Serra continua gerando confusão. A última aconteceu na tarde da quarta-feira (10), por volta das 13h30, na Travessa V cinco, que fica entre a loja Naara e a farmácia Santa Lúcia.

Isso porque, segundo camelôs fiscais da Prefeitura da Serra chegaram agredindo e gerando confusão durante a ação realizada na tarde de ontem.

Apesar de a Prefeitura ter proibido ambulantes nas ruas e ter construído um camelódromo, alguns camelôs voltaram para as vias porque as vendas no espaço feito para eles estão abaixo do esperado, como argumentam.

Lady Dayane Silva é uma delas. Ela para seu veículo na vaga de rotativo, paga o valor e vende seus produtos ali mesmo.

“Já tem tempo que eles estão querendo pegar a gente. Temos que ficar fugindo, não podemos trabalhar. Eles querem o que? Que passemos fome? Que passemos a roubar? Eles vieram em cima das mulheres, fecharam a rua onde a gente fica e deram pesada na boca do estômago da menina, pisaram no pé dela, eu puxei minha tela com produtos da mão do fiscal e quebrei minha unha. Mas como eu já tenho processo contra eles, descemos todos para a delegacia e ficamos até 19h. Fizemos boletim de ocorrência e corpo de delito e agora está na mão do advogado”, conta Dayne.

Ela conta que os fiscais levaram alguns relógios e fones de ouvidos. “Os óculos quebramos tudo, porque eles recolhem a mercadoria e não devolvem. Quero ver eles fazerem isso com traficante, com vagabundo. A gente tá trabalhando, não estamos roubando, temos família para sustentar”, destaca.

O que diz a Prefeitura

A Prefeitura da Serra disse que trata-se de uma ação fiscal de rotina do Setor de Posturas, com apoio da Guarda Municipal. Disse ainda que as mercadorias apreendidas ficam em um depósito e são liberadas mediante apresentação da documentação, como nota fiscal, e pagamento de taxa de depósito.

Com relação a confusão entre fiscais e ambulantes a Prefeitura admite que houve um conflito e que os fatos estão sendo apurados.

Por meio de nota disse ainda que as ações fiscais são constantes e diárias, atendendo, inclusive, pedido dos ambulantes cadastrados regularmente e que atuam no comércio popular de Laranjeiras. Os que insistirem em atuar fora do espaço determinado estão sujeitos a ações fiscais, multa e apreensão de mercadorias.

 

 

 




O que você acha ?

Você está animado para a Copa do Mundo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por