Serra, 17 de agosto de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 11 de junho de 2018 às 13:51

Lixo hospitalar é descartado em rio que abastece a Serra


A represa de hidrelétrica Rio Bonito vem sendo usada para armazenar água para a Serra e vizinhos por determinação do governo desde 2015. Foto: Divulgação/Prefetiura de Santa Maria de Jetibá

Bruno Lyra

No último fim de semana circulou o vídeo com a grave denúncia de lançamento de lixo hospitalar no rio que abastece a Serra, o Santa Maria da Vitória.  Mas segundo a  Cesan, o fato não compromete o fornecimento de água a população.

As imagens do descarte foram feitas por pescadores que navegavam de caiaque na represa de Rio Bonito no município de Santa Maria de Jetibá. E mostram caixas de papelão contendo vidros onde estava armazenado sangue. Nos invólucros, cujos rótulos não são possíveis ler no vídeo, o nome dos supostos pacientes segundo o autor das imagens. No vídeo, esse autor, que não se identificou, afirma que “pelo sobrenome os pacientes são moradores da região”.  Confira o vídeo, clicando aqui. 

O descarte foi confirmado pela prefeitura de Santa Maria de Jetibá, que disse ter sido informada do fato no último dia 04 de junho. Em nota divulgada pela assessoria de imprensa, afirmou que os resíduos não são do município. Disse também que junto com o lixo hospitalar foram encontrados documentos e que os mesmo estão sendo usados para tentar identificar os responsáveis. A investigação está sob sigilo, completa a assessoria.

Por sua vez, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), disse, também através da assessoria de imprensa, que a investigação está sob a responsabilidade da prefeitura de Santa Maria de Jetibá. Vale lembrar que o manancial é de importância estadual. A Represa de Rio Bonito foi construída na década de 1960 para alimentar a hidrelétrica de mesmo nome. E passou a ter regime de armazenamento de água voltado para abastecer a Grande Vitória por determinação do governo do ES em 2015, por causa da crise hídrica.

Em nota à reportagem enviada no final da tarde de ontem a Cesan disse que não houve alteração na qualidade da água do Santa Maria, e que por isso não mudou a rotina de forncimento de água a população. A concessionário acrescentou que “monitora rigorosamente a qualidade da água que capta”.

Manancial é vital para a Grande Vitória

O rio Santa Maria nasce em Santa Maria de Jetibá e depois de banhar esse município, passa em Santa Leopoldina, Serra e Cariacica antes de desaguar em frente a Ilha das Caieiras, na baía de Vitória. Na região Metropolitana abastece a maior parte dos bairros da Serra, exceto a região da Serra Sede, atendida pelo Reis Magos desde o final do ano passado.

O Santa Maria supre de água os bairros de Cariacica na Rodovia do Contorno e de Vitória na parte continental, após o Canal da Passagem (sentido Vitoria x Serra).  São mais de 600 mil pessoas ao todo. Também é fornecedor do líquido consumidas por Vale e ArcelorMittal em suas atividades industriais em Tubarão.  

A represa de rio Bonito, onde foi jogado o lixo hospitalar, fica a cerca de 60 km do ponto onde a Cesan capta a água para abastecer a Grande Vitória. Este ponto está localizado próximo às ruínas da Igreja de São José do Queimado, na zona rural da Serra. 

Além de esgoto sem tratamento, carreamento de agrotóxicos e resíduos da produção de frango e ovo, o Santa Maria sofre com excesso de barro na água em decorrência do desmatamento, aterros, plantios sem controle de erosão e estradas vicinais mal planejadas.  Tanto que após fortes chuvas esse barro desce e chega a provocar suspensão no abastecimento de água da Serra e outras cidades metropolitanas atendidas pelo rio.




O que você acha ?

Os novos investimentos ambientais anunciados por Vale e Arcelor vão reduzir o pó preto?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por