Serra, 21 de setembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 11 de Abril de 2018 às 10:29

Médico dá dicas para quem sofre com asma


Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 300 milhões de pessoas sofrem de asma. No Brasil, o Ministério da Saúde indica que o mal é responsável por cerca de 400 mil internações hospitalares e as crianças são as mais atingidas pela doença. Correr, brincar com os amigos na rua, pular corda, andar de bicicleta. Brincadeiras que fazem parte da infância, para algumas crianças, podem ficar comprometidas por conta da asma.

Segundo o pneumologista pediátrico da Unimed Vitória, Gerson Marino, a asma é uma doença inflamatória crônica das vias respiratórias que provoca dificuldade para respirar. O problema, de acordo com dados do International Study of Asthma and Allergy in Children (ISAAC), acomete cerca de 20% das crianças e dos adolescentes brasileiros.

“A asma provoca a diminuição ou até mesmo o impedimento da passagem do ar para os pulmões. As crises acontecem com mais frequência em dias frios e secos, devido ao acúmulo de poeira e poluição intensa. E atinge principalmente as crianças, já que são mais sensíveis a estes agentes externos”, explica Marino. De acordo com dados do Datasus, a asma é a terceira causa de internações de crianças na rede pública de saúde do país.

Para promover o controle da doença, a Unimed Vitória criou o Programa de Valorização à Atenção à Asma Infantil, dentro do Viver Bem, iniciativa com foco na promoção de saúde e na prevenção de doenças. “O principal objetivo do tratamento da asma é alcançar o controle da doença, e para que isso aconteça é necessário que o paciente e a família estejam bem informados e orientados para o uso correto de medicações por via inalatória (bombinhas) e quanto a medidas de controle ambiental.  Por isso faz-se necessário realizar um trabalho educativo para os pacientes e a familiares”, orienta o pneumologista pediátrico.

O Programa de Valorização à Atenção à Asma Infantil promove Oficinas de Dispositivos Inalatórios e de Exercícios Respiratórios, palestras educativas sobre temas relacionados à asma, atendimento de enfermagem e consulta com nutricionista, quando necessário. Durante os encontros, pais e filhos recebem orientações para manter a asma sob controle, ampliando os resultados do tratamento.

Exercícios – Os exercícios respiratórios incluem o reforço do diafragma e dos músculos abdominais (por exemplo, fazer repetições da respiração na posição de deitado, com uma embalagem de quilograma de arroz sobre o abdômen) e exercícios que aumentem a mobilidade costal (por exemplo, fazer elevação de um bastão ou um cabo de vassoura improvisado com os braços, ao mesmo tempo que treina a inspiração e expiração – inspirar lentamente pelo nariz, levantando o bastão, e expirar lentamente pela boca, baixando o bastão, mantendo os cotovelos esticados).

Gatilhos da asma – São fatores que podem piorar muito a asma ou desencadear sintomas. Alguns gatilhos apenas pioram os sintomas, outros agravam também a inflamação dos brônquios. Os principais gatilhos da asma são: ácaros, fungos, pólens, animais de estimação, fezes de barata, infecções virais, fumaça de cigarro, poluição ambiental, exposição ao ar frio e exercício físico que exige mais esforço.




O que você acha ?

Qual é a sua avaliação sobre a qualidade de água dos córregos, rios e lagoas da Serra ?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por