Natureza e pesquisa são atrações na Estação de Biologia Marinha | Portal Tempo Novo

Serra, 16 de novembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 13 de setembro de 2018 às 15:20

Natureza e pesquisa são atrações na Estação de Biologia Marinha


Estudantes do Ifes de Colatina participam de aula na Estação Augusto Ruschi. No detalhe, Gabriel e Anita Ruschi, gestores do local. Foto: Bruno Lyra / Divulgação

Bruno Lyra

Terça-feira (11), 9h e 30. Vinte e cinco alunos do Ifes de Itapina, interior de Colatina, cidade do norte do ES, chegam à Estação de Biologia Marinha (Ebmar) Augusto Ruschi, em Aracruz. Ali os adolescentes e jovens do ensino médio integrado ao curso técnico em Agropecuária  passariam o dia tendo lições sobre a biodiversidade do mar e da floresta litorânea local.

Fundada em 1970 a Ebmar é uma reserva particular que segue com a missão de conservar a biodiversidade local, ser referência para a produção científica e ainda difundir esse conhecimento para turistas, visitantes e estudantes. Gente que vem de todo o país e até o do exterior. São 29 hectares divididos em linha de praia com manguezais, restinga e corais, além de áreas alagadiças e mata Atlântica. E prédios com acervo científico e alojamentos.

A Estação é tocada por Gabriel e Anita Ruschi, netos do lendário Augusto Ruschi (1915-1986), cientista e ambientalista capixaba que virou referência mundial na luta pela preservação da natureza e é considerado patrono nacional da ecologia. Gabriel e Anita seguem os passos do pai, André Ruschi, morto em 2016, biólogo que tocou a estação por décadas e era o principal herdeiro intelectual da obra de Augusto Ruschi, de quem era filho.

“Recebemos, em média, 175 estudantes por mês na Ebmar, entre Ensino Fundamental, Médio e Superior para trabalhos de pesquisa e educação ambiental. Também vêm cientistas, turistas e visitantes locais. Hoje trabalham aqui seis biólogos, dois oceanógrafos e dois arquivistas  que estão inventariando três frentes de pesquisas guardadas na Ebmar: as de Augusto Ruschi, as de André Ruschi e os demais trabalhos científicos produzidos na Estação”, detalha Gabriel Ruschi.

Local é patrimônio capixaba

A Estação está na memória de muitos que a visitaram quando estudantes. O mesmo deve acontecer com os jovens alunos do Ifes de Itapina que passaram a última terça-feira no local. “Esse projeto da Estação apresenta um ecossistema único dentro do Estado, com uma biodiversidade incrível e um trabalho árduo de pesquisa e conservação. As pessoas muitas vezes desconhecem a relevância disso. Para os estudantes de agropecuária, é uma oportunidade de conhecer e sensibilizar para quando forem atuar como técnicos, tomem decisões que ajudem a preservar tanta riqueza”, explica a professora do Ifes que levou os alunos à Ebmar, Tessa Chimalli.

“Estar aqui é bem interessante e contribui muito para o conhecimento que a gente tem em sala de aula. É uma chance de sair do ambiente escolar e aprender na prática o que nos é passado em teoria, resume o estudante do Ifes,  Ricardo Schuamback. 

 Serviço

Estação de Biologia Marinha Augusto Ruschi

Localização: Av. Augusto Ruschi, nº 01 Itaparica, Aracruz-ES (às margens da Rod. ES 010)

Visitação, aulas e cursos monitorados sob agendamento

Site/email:   http://www.augustoruschi.com.br/  ; [email protected]

Tel: +55 27 98119-9292 ; +55 27  3250-6057

 




O que você acha ?

Você acredita no sucesso do governo Bolsonaro?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por