Níveis elevados de colesterol podem levar a doenças como infarto e AVC | Portal Tempo Novo

Serra, 15 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Cidade

Serra, 3 de Janeiro de 2018 às 8:38

Níveis elevados de colesterol podem levar a doenças como infarto e AVC


Ingestão de pratos ricos em aveia, vegetais folhosos e castanhas ajudam na prevenção das doenças cardiovasculares. Foto: Agência Brasil

As doenças cardiovasculares, como o infarto e o AVC, são as principais causas de morte no mundo. Dentre os mecanismos responsáveis por estas enfermidades, destacam-se os níveis elevados de colesterol. Alimentação inadequada, sedentarismo e ingestão de álcool de forma excessiva são considerados fatores de risco para o aumento das taxas do colesterol.

E os números são alarmantes: 40% dos brasileiros e 17 milhões de pessoas no mundo sofrem de doenças causadas por essa disfunção, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A cardiologista Fernanda Bento, do Hospital Metropolitano, localizado na Serra, explicou que o colesterol é um lipídio presente em todas as células do corpo, essencial para o funcionamento do organismo. Em níveis elevados, porém, pode causar doenças como aterosclerose (formação de placas de gordura nas artérias do corpo), infarto, derrames e obstruções arteriais periféricas. Ela destacou que, apesar de não apresentar sintomas evidentes, é muito importante aprender a identificar alguns sinais sutis que, ainda que possam ter outra origem, alertam sobre o problema.

Manchas

“Alguns sinais são a presença de xantomas ou xantelasmas cutâneos, que são depósitos de colesterol na pele”, explica. O xantoma é uma espécie de tumor benigno de pele composto de lipídios, que pode aparecer em qualquer parte do corpo, especialmente em cotovelos, joelhos, mãos, pés, coxas e glúteos.

Estes nódulos surgem como manchas em alto relevo, que podem ser percebidos pelo tato e como erupções. Eles são caracteristicamente macios à palpação e possuem coloração amarela ou castanha, superfície plana e bordas bem definidas. Já as dimensões variam bastante, mas particularmente os nódulos e as placas podem atingir mais de sete centímetros.

Já os xantelasmas são também pequenos depósitos de matéria gordurosa, só que concentrados na região das pálpebras. “Não se trata de uma doença, mas da manifestação aparente de algum distúrbio no metabolismo de lipídios, em especial o colesterol”, afirma a cardiologista. Segundo ela, a presença de halo corneal, um arco cinza ou branco visível acima e abaixo a parte externa da córnea, também pode indicar sinais de altas taxas de colesterol.

Dormência

Outro sintoma que pode indicar o problema é a sensação de dormência nas extremidades de pés e mãos: “Isso ocorre porque o excesso de colesterol ruim no sangue tende a se depositar nos vasos sanguíneos, impedindo os uma boa circulação do sangue, diminuindo a transferência do oxigênio até os músculos. As altas taxas de colesterol podem obstruir os vasos do coração, levando à angina e ao infarto, ou os vasos do cérebro, que podem levar a um AVC”, observou.

Mau hálito

A halitose (mau hálito) também pode representar um sinal em pacientes que têm colesterol alto. Fernanda Bento explica que, como a produção de colesterol se dá no fígado, o excessivo colesterol pode modificar os sais biliares, resultando em uma má digestão, o que pode levar ao mau hálito.

Com isso, a cardiologista observa que o colesterol alto deve ser ativamente rastreado em exames de rotina, uma vez que sua elevação costuma ser silenciosa: “O diagnóstico é dado por um simples exame de sangue e seu tratamento é de fundamental importância para a prevenção das doenças cardiovasculares”.

Como prevenir

Mais importante do que o diagnóstico e o tratamento é a prevenção da elevação dos níveis de colesterol, que pode ser feita com a incorporação de alguns hábitos alimentares, como a ingestão de pratos ricos em aveia, vegetais folhosos e castanhas. De acordo com Fernanda, são alimentos como esses que ajudam a estabilizar a taxa de colesterol, e ao mesmo tempo potencializam o metabolismo do colesterol no fígado. A atividade física também é uma excelente aliada na redução dos níveis do dito colesterol ruim e na elevação do colesterol bom.

Fonte: Vera Caser Comunicação




O que você acha ?

Você concorda com a saída de Cuba do Mais Médicos?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por