O que Bolsonaro e Haddad propõem para gerar emprego e salário mínimo | Portal Tempo Novo

Serra, 19 de outubro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Economia

Serra, 11 de outubro de 2018 às 10:02

O que Bolsonaro e Haddad propõem para gerar emprego e salário mínimo


A disputa para presidência da república segue no segundo turno entre dois candidatos: Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). Na política econômica, as propostas são antagônicas, reforçando a polarização da sociedade brasileira. Os candidatos foram apresentados em ordem alfabética.

Confira abaixo as informações dos planos de governo de cada um relacionadas à geração de empregos e ao reajuste do salário mínimo. Os planos de governo podem ser conferidos na íntegra no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 

Fernando Haddad (PT)

Emprego:Não dá números. Defende investimentos públicos para geração de empregos retomando 2.800 grandes obras paradas; retomar o programa Minha Casa Minha Vida; ampliar crédito para pequeno e microempreendedor e cooperativas; investir em obras de infraestrutura

Salário mínimo: Manter a regra atual, que é a do reajuste de acordo com a inflação dos 12 meses anteriores, acrescida do crescimento da economia de dois anos antes. Essa norma está em vigor desde o início da década)

Jair Bolsonaro (PSL)

Emprego: Não dá números. Defende abertura ao investimento privado para gerar empregos. Propõe adoção de duas carteiras de trabalho para o jovem escolher quando entrar no mercado de trabalho: a verde e amarela (onde prevalece o contrato individual) e a azul (sob regimento da Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT); Vai criar outra CLT para o trabalhador rural

Salário mínimo: Não falou sobre qual regra vai adotar para o reajuste




O que você acha ?

Você já brigou com amigos e familiares por conta de política?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por