Prefeitura conclui etapa para transformar Queimado em museu a céu aberto | Portal Tempo Novo

Serra, 19 de outubro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 19 de setembro de 2018 às 16:39

Prefeitura conclui etapa para transformar Queimado em museu a céu aberto


Perspectiva de como ficarão as ruínas da Igreja de São José do Queimado quando for restaurada. Foto: Divulgação PMS

O Queimado pode virar um museu a céu aberto. Isto porque, obras de melhorias e o reforço das paredes das ruínas da igreja de São José do Queimado estão perto de saírem do papel. Está prevista para ser assinado o Acordo de Cooperação Técnica e Financeira nesta quinta-feira (20), às 19 horas, entre o município e o Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades) para a restauração das ruínas. Está é mais uma etapa burocrática para a restauração do Queimado que deve custar R$ 1,3 milhão. A assinatura será na Praça Chico Prego, local onde fica a estátua do mártir da Insurreição do Queimado.

A assinatura será às 19h, durante o evento “Memórias de Uma Revolta”, na praça da estátua Chico Prego, na Serra-Sede. A programação terá início às 18h30, com apresentações culturais como congo, relatos históricos, capoeira, hip-hop, entre outras.

Haverá ainda apresentação de congo com religiões de Matriz Africana com grupo Konshaça, relato histórico com Rosa do Kisile, Fábio do Carmo e Teodorico Boamorte (com interpretação da música Chico Prego, escrita por Maurício de Oliveira), hip-hop break, capoeira com Associação Raízes do Força/Força Negra, apresentação da Companhia Cultural Motumbaxé e de banda de Congo local com grupo Konshaça.

O reforço das paredes e a instalação de plataformas na entrada e interior da igreja para permitir a visitação sairá por aproximadamente R$ 1,3 milhão.

O prefeito da Serra, Audifax Barcelos, explica que este é um momento de extrema importância para a preservação da história do município, devido à grande representatividade do Queimado. “Palco de uma insurreição de escravos liderada pelos heróis Chico Prego, João da Viúva e Elisiário, em 1849, o local foi tombado pelo Conselho Estadual de Cultura em 1993. Agora, com a restauração das ruínas, queremos transformar Queimado em um museu a céu aberto, onde as pessoas possam conhecer a história de luta do povo serrano”, conta o prefeito. 

A prospecção arqueológica no sítio histórico do Queimado foi realizada pela empresa A Lasca Consultoria e Assessoria em Arqueologia, empresa contratada pelo município para fazer trabalho entre abril e maio deste ano e custou R$ 214 mil. Na ocasião, especialistas em arqueologia trabalharam com o objetivo de encontrar artefatos da época dos escravos na área, como vasos e quadros, mediante autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que foram enviados ao Museu Histórico da Serra para restauração. O terreno do sítio histórico, que antes era particular, foi doado para a prefeitura da Serra em 2015.

Sobre o Queimado

A Insurreição do Queimado, como ficou conhecida a revolta dos escravos, é considerada por especialistas como o principal movimento contra a escravidão no Espírito Santo. No dia 19 de março de 1849, aconteceu a revolta de escravos, que se deu por conta de uma promessa não cumprida de liberdade, feita pelo frei Gregório José Maria de Bene aos escravos da localidade de São José do Queimado, hoje distrito da Serra. Mais de 300 homens, mulheres e até crianças participaram desta rebelião capitaneada por Chico Prego, João da Viúva, Eliziário Rangel e muitos outros líderes.

Os rebelados foram presos e julgados, cinco deles condenados à morte. Um dos líderes da Revolta, Eliziário, escapou da cadeia e refugiou-se nas matas do Mestre Álvaro e nunca mais foi recapturado. Chico Prego foi capturado e enforcado, em 11 de janeiro de 1850.  Hoje, ele nomeia a Lei de Incentivo Cultural do Município, a estrada de acesso a Queimado, além de dar nome a uma praça, na Serra-Sede, que possui inclusive uma estátua de mártir.




O que você acha ?

Você já brigou com amigos e familiares por conta de política?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por