Professores apostam em aulas de música a domicílio e na internet | Portal Tempo Novo

Serra, 11 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Cultura

Serra, 11 de Maio de 2018 às 11:06

Professores apostam em aulas de música a domicílio e na internet


 

Cristiano com a aluna Carolina: aula de teclado na casa do professor. Foto: Fábio Barcelos

Ana Paula Bonelli

A internet, a comodidade e até a violência urbana tem mudado o hábito de quem quer estudar música. Tanto que cada vez mais, as pessoas têm procurado por profissionais que atendam a domicílio. De olho nesse nicho de mercado, muitos professores de música que moram na Serra estão investindo neste segmento.

O morador de Laranjeiras, Cristiano Carvalho, é um dos que investe em aulas de música a domicílio e até pela internet. Professor há dezoito anos, leciona violão, guitarra, contrabaixo, teclado, produção musical e canto. Além disso o profissional também trabalha em duas escolas de música. 

“Concilio as aulas na escola de música, na casa do aluno e na minha, além de usar a internet. Cada modalidade tem um perfil de aluno, na internet, por exemplo, atendo alunos de longe. Tenho aluno nos Estados Unidos. Outro público da internet é de aluno que não tem muito tempo. Já nas escolas de música, trabalho com crianças e adolescentes. Atendo a domicílio pessoas com dificuldades de deslocamento, como idosos.

  Edison Rodrigues, de Serra Dourada I, também leciona música nas três modalidades: em casa, na internet e em escolas. Ele trabalha com música há 06 anos, mas sempre estudou o tema. “A demanda maior hoje é para aulas particulares. Atualmente tenho 10 alunos, mas essa quantidade varia de acordo com o mês”.

O professor dá aula de violão e guitarra. “Também passo noções de baixo, teclado e voz. Muitas pessoas preferem receber as aulas em casa por questão de segurança e liberdade. As aulas via internet viabilizam oportunidades de aprendizados antes reduzidas devido à questão de localização. Mas ainda é grande a demanda por aulas presenciais nas escolas de músicas, visto que um dos objetivos da música é também a socialização. Recentemente, houve uma grande repercussão quando várias empresas no mercado musical citaram o músico de quarto, que não deixa de ser um tipo diferente de aluno, que possui uma demanda específica. Mas acredito que aquele desejo de produzir música junto a outras pessoas nunca mudará. Então, há espaço para todos”, constata.

De José de Anchieta, Eduardo Luz, ensina técnicas vocais. Ele investe em aulas particulares. “Atendo principalmente alunos especiais. Tenho um de 15 anos com déficit de atenção  e é hiperativo. Muitas pessoas tem procurado o atendimento em domicílio principalmente pela segurança do aluno e conforto que proporciona, além de quebrar a timidez. Os pais também preferem pois podem supervisionar”, declara.




O que você acha ?

Você concorda com a saída de Cuba do Mais Médicos?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por