Serra, 26 de Abril de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 5 de Janeiro de 2018 às 8:40

Vale ainda não pagou multa sobre vazamento de metais pesados no mar


Em nota enviada por meio de sua assessoria, a Vale informou que vai se manifestar dentro do prazo estipulado pelo órgão ambiental e que, por enquanto, não há informações adicionais. Foto: Divulgação

Conceição Nascimento

Quinze dias após receber multa por  lançar resíduos de mineração no mar, a Vale ainda não efetuou o pagamento do valor, R$ 1,62 milhão. A notificação foi aplicada no dia 20 de dezembro de 2017, após análise feita pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) constatar a presença de metais pesados como zinco, cromo, alumínio, manganês e ferro, além de fluoreto.

Na ocasião, o Iema informou que o lançamento pode ter prejudicado a vida marinha, em função do aumento da turbidez e da quantidade de materiais sólidos suspensos na água. 

 A multa foi aplicada pelo Iema, órgão licenciador das atividades da empresa no Complexo de Tubarão, entre Serra e Vitória e refere-se ao lançamento de resíduos da fabricação de minério no mar de Praia Mole, entre os dias 01 e 05 de dezembro, durante as chuvas que caíram sobre a Grande Vitória.

 O Iema explicou que a partir do recebimento do auto a empresa tem quinze dias úteis para apresentar defesa ou pagar. Se não apresentar defesa e nem fizer o pagamento, o débito é inscrito em dívida ativa. Se apresentar defesa nesse prazo, o processo é enviado para a assessoria jurídica do Iema para análise do recurso. Se após análise, a decisão for pela manutenção da multa, a empresa ainda pode recorrer do recurso junto ao Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema), no prazo de quinze dias após o recebimento da decisão.

 Em seguida, o Consema pode manter a decisão ou modificar, realizando a conversão da multa ou a até a anulação, por exemplo. Se o Consema mantiver a multa, e a empresa não realizar o pagamento no prazo estabelecido, o processo volta ao setor jurídico para dar encaminhamento para cobrança judicial. A assessoria do Iema acrescentou que esse procedimento é igual para todas as empresas.

Em nota enviada por meio de sua assessoria, a Vale informou que vai se manifestar dentro do prazo estipulado pelo órgão ambiental e que, por enquanto, não há informações adicionais.

 




O que você acha ?

Você concorda com a redução da Área de Proteção Ambiental (APA) do Mestre Álvaro?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por